Postagens

Mostrando postagens de Fevereiro, 2018

Capuz Vermelho #46: "Uma caçada em alto mar pra variar"

Imagem
"Acho que o universo interpretou errado o meu desejo de sair da rotina."

                                                                Trecho do segundo Diário de Rosie Campbell - Pág 08.

_________________________________________________________________________________

Ilha de Wight - 23h12 

Um grupo com cerca de quatro homens com vestes pouco novas e limpas avançava em direção a um opulento navio de madeira ancorado na parte rasa do mar revolto e cintilante ao luar, todos eles carregando o que parecia ser um grande baú de mogno. Pela lentidão devia estar bem pesado.

- É só eu que tenho força nas canelas aqui? - questionou um deles, irritado - Vamos, mais rápido!

- Olha quem fala! - retrucou um baixinho e gorducho com uma bandana vermelha na cabeça - Dá pra ver que tá mais cansado que a gente, então nesse caso a sua força nos braços é o que nos deixa lentos. Aí Larry, você concorda não é?

- Essa coisa que é pesada, seus idiotas. - disse Larry, um desengonçado homem franzino…

Crítica - O Culto de Chucky

Imagem
O "Cult" que acabou promovendo a sensação de "Cut".

AVISO: A crítica abaixo contém SPOILERS. 

Até que essa frase de introdução soa bem chamativa (ao meu ver rs) já que só lendo para entendê-la completamente e, como evidencia, não atende a um ponto positivo - explico melhor abaixo. Mas vamos com calma, porque o sétimo filme do boneco assassino, apesar dos pesares, não cometeu um desastre de cinematografia. Eu tenho levado esse meu temor com experiências diante de filmes de terror para todas as produções que escolho assistir. A safra desta década não se compara qualitativamente aos anos 1970 e 1980 - digo isso com certeza absoluta mesmo sem ter conferido muitas películas destes períodos, na verdade nem precisa de muito esforço para notar em cenas avulsas que o esmero de fazer o público trancar o c* na hora do susto era notório e menos artificial e forçado como se vê em tantas tentativas de emplacar um novo hit do terror.

Sequência direta do filme de 2013 (A Maldição …

Como eu gostaria que Dragon Ball Super acabasse (no Torneio do Poder)

Imagem
Com a divulgação dos títulos provisórios dos episódios 130 e 131 de Dragon Ball Super, já pode ser tomado como certo que o anime irá mesmo se encerrar em definitivo. O penúltimo episódio chama-se "Uma batalha sem precedentes! O combate final!". Destaque para o título do último episódio chamado "Goku, até o dia em que nos encontrarmos novamente!". Isso te faz lembrar algo? Pois é, se não, saiba que basicamente essa é a mesma ideia que o título do último episódio de Dragon Ball GT passa. Mas tenha em mente que o fato de ser provisório não implica que as decisões vão ser alteradas de modo que o anime tenha sua continuidade garantida. É o final do anime e pronto. Foi confirmado e o choro é livre (por mais que eu odeie admitir). É possível retornar? Sim. Se eu acho que vai? Não.

Nas minhas divagações, eu andei imaginando como poderia ser, na minha visão, o desfecho de Dragon Ball Super agora no arco Sobrevivência do Universo. Lembro de ter postado algo defendendo o est…

Capuz Vermelho - Melhores frases de "Terra Inexplorada" (4x05)

Confira abaixo as citações selecionadas do quinto capítulo da quarta temporada da série que teve retornos temporários de alguns personagens "das antigas":

1 - Sábias palavras.

Rosie (para Hector): É a experiência que serve como intermédio para a força e o poder.

2 - Hoje não, querida.

Rosie: Não vou perder meu tempo com você... é apenas uma ilusão.

Sekhmet: Mas você é real o bastante para ter uma morta lenta e sofrida aqui.

Rosie: Hoje não.

3 - Assumindo posições. 

Loub: Proteger pessoas que ama não é sua missão, Hector? Eu sou o vilão, você é o herói. Vamos lá, entre no personagem!

Hector: Agora não estou afim de ser heroico. Só quero... sobreviver a isso.

4 - O desejo mais obscuro.

Loub (para Hector): Eu era para ter sido seu pai, Hector, não Jonh, ele fez um péssimo trabalho. Como punição, eu o levaria para experimentar minhas habilidades. Você é a cobaia perfeita.

5 - A iniciante de antes é a profissional de agora.

Michael: Quem diria que a filha do herege voltaria só para s…

Crítica - Fullmetal Alchemist (Live-Action)

Imagem
Desfile teatral de cosplays (e cospobres também).

AVISO: A crítica abaixo contém alguns SPOILERS (caso seja um fã da obra e tenha conferido os dois animes, Clássico e Brotherhood, pode seguir adiante). 

A fidelidade é uma marca constante nas produções cinematográficas japonesas baseadas em mangás e animes pelas amostras que andei vendo por alguns anos. Como falei na crítica da adaptação americana de Death Note logo na frase de introdução: Há uma linha tênue e perigosa entre adaptar e deturpar os conceitos-chave da obra. Ser fiel ao material original, tudo bem. Desde que seja feito com cautela e equilíbrio com os elementos modificados para se adequarem à mídia. O que não vale é dar um Ctrl+C e Ctrl+V descarado no objetivo ingênuo de estar produzindo uma boa representação. Foi exatamente e lamentavelmente isso que vi neste mais novo live-action japonês de um anime/mangá.

Fullmetal Alchemist dispensa comentários sobre sua narrativa, só digo que é o meu segundo anime favorito e acho que se…

Capuz Vermelho #45: "Terra Inexplorada"

Imagem
Stratford - Condado de Warwickshire 

Em pedaladas frenéticas, Tony, de 9 anos, atravessava rastros de uma névoa sorrateira numa estrada que cortava uma floresta mergulhada no breu. As nuvens encobriram a lua e o vento soprava revolto. Ele olhava para trás a todo instante na mesma expressão temente, tentando escapar do que viesse a pega-lo. A névoa se intensificou quando ele avistara a mansão de um antigo aristocrata britânico.

- Ah, não... Tá chegando perto... - disse ele, logo abandonando a bicicleta e correndo à robusta casa.

Correu pela sala de estar, querendo ver sinais de uma alma viva que o acudisse.

- Olá? - falara bem alto, os cabelos castanhos em tigelinha com fios quase tocando os olhos - Tem alguém aí? Por favor, socorro! - olhou para a porta que se abriu bruta deixando um relâmpago entrar, assustando-o. Buscara refúgio numa sala qualquer no segundo andar, sem bater antes já que lhe era certo não existir ninguém morando.

Tony achou um paraíso de maquetes artísticas, soltand…