Postagens

Em destaque:

Por que animes na TV aberta estão fadados ao fracasso hoje?

Imagem
Estou praticamente desabafando aqui com muito desapontamento e certa tristeza: A TV aberta está simplesmente à beira da morte. As doses dessa "injeção letal" são homeopáticas. No que tange aos animes, especialmente, eu pouparia esse texto de comentários super-prolongados, só que tamanha insatisfação, mesmo não mais acompanhando esse veículo, me leva a fazer exatamente o contrário, mas vou me conter. A questão é: Por que diabos ainda insistem em pedir exibição de animes em rede de televisão aberta em época de Netflix, Crunchyroll e inúmeros serviços online, oficiais ou não, dominando esse meio, tornando-se altamente acessíveis e se fazendo alternativas insubstituíveis? "Ah por que ver na TV é mais nostálgico" Peguemos como exemplo mais notório a Rede Brasil que em 2016 investiu numa programação contendo animes iniciando com Dragon Ball Z e Cavaleiros do Zodíaco, dois pesos-pesados que dispensam comentários em matéria de saudosismo e nostalgia. No entanto, um tempin…

A opinião de um crítico não representa a verdade absoluta a um filme

Imagem
Eu não sou crítico profissional. O que eu normalmente faço aqui é emitir opiniões que provenham do meu gosto pessoal e chego a analisar alguns aspectos técnicos da obra contando com a minha bagagem e a propriedade que adquiri em anos lendo outras críticas para me inspirar no intuito de compor melhor meus textos sem mostrar traços de prepotência na forma de rebuscamento exagerado - e muitos críticos apelam para essa super-carga de erudição e se esquecem de que a objetividade tem um papel fundamental, porque você escreve para agradar a si mesmo priorizadamente, mas é necessário pensar no leitor, se colocar no lugar dele e dar um "chega pra lá" no ego, já li muitos textos ultra-cansativos de passar dos habituais dez minutos de leitura numa crítica direta e com encheções de linguiça maçantes, principalmente num certo site com nome de comida feita com ovo (ops, não fui muito sutil né?). Nem o crítico mais arrogante e caga-regra da face deste planeta pode me privar do direito a o…

Crítica - Terrifier

Imagem
Média-metragem estendido de revirar as entranhas.

AVISO: A crítica abaixo contém SPOILERS (não que aqui isso seja importante). 

O subgênero dos filmes de terror conhecido como Slasher já não tinha se tornado um espaço convidativo para a predileção desde a longínqua vez na qual assisti O Massacre da Serra Elétrica, a versão dos anos 2000, com apenas 10 anos de idade (e me traumatizado um pouco com o início do filme heheh). Sabendo bem do território onde estava me metendo, resolvi fuçar em algum site gratuito algum terror simplista que não saísse nada mais como um mero passatempo de fim de semana. O escolhido foi este, Terrifier, lançado no ano passado. O longa é baseado num curta-metragem homônimo e logo de cara já remete a uma produção do nível Trash e típico de filme B.

Produções desse estilo geralmente não cativam a audiência pela sua densidade narrativa (porque tudo, e inequivocamente neste em questão, é mais raso que piscina infantil) mas sim pela quantidade de derramamentos de sa…

Crítica - As Aventuras de Paddington

Imagem
Suspensão de descrença ligada no máximo.

AVISO: A crítica abaixo contém SPOILERS.

Na época de lançamento desse longa eu realmente não tinha dado a menor atenção meio que julgando o livro pela capa com absurda antecipação. Mas de uns tempos pra cá eu tenho ficado mais aberto a acompanhar filmes de diversos gêneros independente da intensidade do magnetismo entre mim e a sinopse que se faz tão necessário, eu preciso conhecer aquela trama e constatar se valeu ou não a pena. Superado o desinteresse, tratei de apertar o play para acompanhar a historinha de um atrapalhado e inocente urso peruano em um mundo semelhante ao que normalmente se vê em desenhos animados com animais antropomórficos interagindo com humanos. Só que aqui a especifidade da situação se resume ao fato do filme ser uma adaptação de uma série de livros infantis do autor Michael Bond. A presença de Paddington é tida como algo comum à esse universo, provando o seu viés pueril e descompromissado com uma lógica em favor do seu …

Frank - O Caçador #11: "Vida que segue"

Imagem
Vanderville - 3 meses depois 

A oportunidade perfeita estava num único disparo daquela bala. A besta que com seu pulo selvagem parecia ter pouco mais de 2 metros abria sua mandíbula ao limite com seus dentes salivando em fome. Frank fechou um olho e mirou efetivamente.

- Agora senti firmeza! Vem sua desgraçada!

O gatilho foi enfim apertado com toda firmeza. O projétil seguiu na trajetória e penetrou na testa da criatura bestial que caiu impotente. O detetive suspirou longamente, sem acreditar.

- Não acredito... Eu consegui!

Porém, alguns movimentos da besta enquanto caída lhe tiraram a satisfação num instante.

- Ah, essa não... - disse ele, desesperado, dando uma olhadela na arma - Será que fui tapeado? O que diabos é isso? Não entendo mais nada! Espera aí... - olhou com atenção focada para o corpo que metamorfoseava para um aspecto... reconhecidamente humano - Caraca...

O homem nu deitado logo ergueu seu rosto e seu olhar para o detetive que identificou-se nele. Não restavam dúvidas.…

O sétimo encerramento de Dragon Ball Super (versão BR) ficou tão ruim assim?

Imagem
Geralmente não opto por analisar a dublagem dos episódios de Dragon Ball Super porque não sou uma máquina imparável de escrever e fora isso tem uma pilha de outras postagens para serem escritas e editadas com calma. Aqui não vou dar meu parecer, mesmo que resumido, à dublagem em si. Certa vez postei uma review breve da voz brasileira do Zen'oh (confira clicando aqui). Dragon Ball Super vinha num loop de reprises exaustivas que durou mais de um ano (posso estar enganado) e na semana passada iniciou a exibição de seus episódios "inéditos" (a partir do 68). Eis que na segunda-feira foi ao ar o episódio 73 que marca a inserção de um outro encerramento e muitos estavam ansiosos para testemunharem o resultado vocal do intérprete assim como a adaptação da letra. E bem... a recepção não foi lá das mais positivas.

Na verdade, execraram a versão (não peguei o nome do cantor e se vi em algum lugar eu já me esqueci). Eu discordei de muita gente, comigo mesmo sem me manifestar expre…

Crítica - Supernatural (13ª Temporada)

Imagem
Sobre natureza e adaptação.

AVISO: A crítica abaixo contém SPOILERS. 

Supernatural é uma série que já se provou a explorar ultrapassagens de limites a bem da sua mitologia, mas existe um agravante muito pertinente do qual ela parece incapaz de se sustentar sem. Ou pensa que é incapaz. Me refiro a esse medo da morte que a persegue já há umas boas temporadas. Claro, os personagens retornados no show nesta temporada são fichinha perto de Sam, Dean e Castiel, esse trio que coleciona aí umas boas idas e vindas da morte. Ainda assim, mantém-se um problema de grande importância a ser discutido. Não quero chamar a série de covarde, mas tirar o impacto de mortes anteriores trazendo de volta os respectivos personagens virou um mau hábito.

Por outro lado, ela veio recarregada nessa 13ª temporada, abordando uma temática introduzida no episódio final da anterior: os universos paralelos. Não tão imersivo quanto se esperava, mas pelo menos fazendo bom uso dos poderes daquele que torna isso possível. …

A expressão "lado negro da força" é racista? (Resposta à Moo do Bunka Pop)

Imagem
Observação de grande importância:

O texto abaixo é largamente distante do que poderia ser uma crítica destrutiva e indecorosa à pessoa citada. De uns tempos pra cá eu tenho me sentido um pouco mal com posicionamentos de youtubers em relação a determinadas questões, morais e políticas, mas não é minha intenção fazer minha visão sobrevaler a do outro e nem criar conflito de ego, não é nada disso. O meu objetivo se centra unicamente em expor meus contrapontos, sem levar para o lado pessoal porque sei separar as coisas e é importante frisar que discordar de um pensamento oposto não torna automaticamente a pessoa que o expôs em alguém merecedor de ódio, pena ou repúdio. É saber discernir conscientemente a pessoa em sua essência da ideologia defendida por ela e não reduzi-la a somente aquilo que ela escolheu apoiar. Abomino qualquer postura que venha de alguém criticamente contrário à alguma opinião, não importa o assunto, apelando para a baixaria, não desço a esse nível, procuro sempre me …