Postagens

Em destaque:

A opinião de um crítico não representa a verdade absoluta a um filme

Imagem
Eu não sou crítico profissional. O que eu normalmente faço aqui é emitir opiniões que provenham do meu gosto pessoal e chego a analisar alguns aspectos técnicos da obra contando com a minha bagagem e a propriedade que adquiri em anos lendo outras críticas para me inspirar no intuito de compor melhor meus textos sem mostrar traços de prepotência na forma de rebuscamento exagerado - e muitos críticos apelam para essa super-carga de erudição e se esquecem de que a objetividade tem um papel fundamental, porque você escreve para agradar a si mesmo priorizadamente, mas é necessário pensar no leitor, se colocar no lugar dele e dar um "chega pra lá" no ego, já li muitos textos ultra-cansativos de passar dos habituais dez minutos de leitura numa crítica direta e com encheções de linguiça maçantes, principalmente num certo site com nome de comida feita com ovo (ops, não fui muito sutil né?). Nem o crítico mais arrogante e caga-regra da face deste planeta pode me privar do direito a o…

Sem postagem desde o dia 14! Por que?

Eu tive a ideia repentina de trazer esse aviso, na verdade nem iria faze-lo, mas hoje eu vou me abrir um pouco mais para falar a respeito de assuntos um tanto pessoais que estão interferindo diretamente na minha produção de conteúdo e justo após meu retorno (caso não saiba, clique aqui). Pra começar, todas as postagens programadas para este mês de Maio foram transferidas para Julho e Agosto devido ao ínfimo tempo disponível para alcançar pelo menos 100 publicações adiantadas até o início de Junho que é o mês mais abarrotado de críticas e posts de outras categorias. O que vou fazer? Tudo que está nos primeiros quinze dias será reprogramado para datas mais adiante. Ou seja, mais adiamentos. Eu perdi três semanas tentando me restabelecer e voltar para a internet, mas esse período me afetou de determinada forma que precisei me readaptar um pouco e esquecer a rotina vazia, sufocante e tediosa dos dias privado de computador até que finalmente tudo voltasse ao pleno normal.

A falta de posts…

Crítica - Dragon Ball Heroes (Episódios 10 e 11)

Imagem
OBS: Fiquei impossibilitado de escrever a review do episódio 10, normalmente faço poucos dias após o lançamento, devido ao imprevisto que sofri durante todo o resto do mês de Abril envolvendo o meu PC - sobre o qual comentei na minha postagem de retorno, além de outras coisas mais pessoais a respeito. Sendo assim, resolvi fazer dois em um, bem mais prático. E agora chega de delongas, vamos direto para a crítica (ou as críticas). 

Episódio 10: "Contra-ataque! Ataque feroz! Goku e Vegeta!"

Ignorando esse título mega-desinspirado (podia logo tacar um spoiler porque o fandom brazuca tá mais acostumado - mas daí lembro que o anime é promocional, praticamente descartável para os consumidores do arcade, e muito menos é feito pro público BR), tivemos um episódio na medida do que pode-se esperar desse show de bizarrices. Como grandes destaques, estão a volta do Super Saiyajin Blue Evolution de vegeta e a introdução súbita de uma nova personagem, esta chamada Lagss (imagem acima), uma …

Crítica - Mune: O Guardião da Lua

Imagem
A importância do equilíbrio natural de forças.

AVISO: A crítica abaixo contém SPOILERS.

Mais uma animação de produção francesa resenhada aqui no blog, esta, por sinal, com um tom infanto-juvenil que pincela uma trama de caráter mitológico abordando as relações de dois dos opostos principais na constituição do universo. Como a própria sinopse diz, trata-se de um mundo imaginário, o que afirma bastante a respeito do mundo retratado, o qual não tem humanos residindo nele, são apenas seres fantásticos divididos mas nem por isso antagonizados. A história centraliza Mune, um jovem e inseguro fauno que é eleito o novo guardião da lua por acidente paralelamente à cerimônia de nomeação do novo guardião do sol, o tonificado e prepotente Sohone (que não gostou nada da escolha) através de um "rito" que todo candidato passa que é ser escolhido pela ovelha lunar. Mas é claro que esses cargos atraem olhares ambiciosos e vis.

Uma dessas almas sebosas com olho de sapo é Leeyoon, um aspirante …

Capuz Vermelho - A Enciclopédia: Caçador Evoluído

Imagem
AVISO:

*Não veja esta postagem se ainda não leu nenhum capítulo desta série ou uma temporada inteira. Caso contrário, poderá se deparar com SPOILERS.

_________________________________________________________________________________

O Caçador Evoluído (podendo também ser referido como Caçador Desenvolvido, Caçador Aprimorado, Caçador Aperfeiçoado ou Super-Caçador) é fruto de uma experiência da Caosfera apoiada nos métodos científicos que uma vez entrelaçados com um feitiço de controle provindo da magia do caos podem criar uma reação em cadeia no organismo humano de caráter reversível apenas pela própria magia. O resultado afeta principalmente a mente do indivíduo que estará condicionado a obedecer a comandos de quem se apresentar como seu superior. Basicamente uma vítima de controle mental somada a uma lobotomia híbrida de ciência e magia. O processo para criar um soldado que esteja apto a eliminar alvos específicos num grau de eficiência insuperável requer seringas, substâncias injet…

Crítica - A Bruxa na Janela

Imagem
Drama familiar sobrepujando a premissa.

AVISO: A crítica abaixo contém SPOILERS.

No meu conhecimento, eu creio que todo filme que abraça a proposta do terror como sua força motriz tem a obrigação de se preencher com uma atmosfera sombria que corresponda às suas escolhas narrativas independentemente do grau em que ela está mais situado. Uma das mais sentidas faltas deste filme de caráter B (e põe B nisso!) é exatamente isso, algo que confirme que ali existe uma ameaça que colocará as vidas dos personagens em extremo risco. Mas o que a tal "bruxa" pode fazer? Geralmente não exijo do filme algumas colheres de chá, mas se não especifica pontos importantes me resta a teorizar e chegar às minhas próprias conclusões, ainda que não seja tão difícil assim.

A trama segue um pai e um filho - Simon e Finn, respectivamente - que migram para uma casa no campo que precisa ser reformada (não é propriamente uma mudança). Simon aproveitou para levar o filho como seu auxiliar nas tarefas por c…

Acabou a brincadeira

Imagem
Nas últimas semanas que transcorreram eu não resolvi voltar atrás com a minha decisão de manter a diversificação de conteúdo do blog, em verdade eu asseguro que não, tudo permanece como está e portanto não vou limitar somente às críticas como bem falei numa postagem publicada no início deste ano - a qual você pode conferir clicando aqui. Pois bem, é o seguinte; Tudo que foi postado do dia 15 de Abril até ontem, sábado (04/05), não passaram de reviews já programadas desde o ano passado. Ou seja, eu tecnicamente não estive aqui (novamente). Eu chamo esse período, meio que na brincadeira pra quebrar a tensão, de "3ª Onda de Privação Virtual". A primeira ocorreu em Maio de 2017 e a segunda em Fevereiro deste ano (tive aí um bom espaço de tempo para me readaptar entre uma e outra - e para sarar as marcas do sofrimento também). Ambas não duraram mais que uma semana, muito embora os efeitos que a ausência de contato direto com o mundo virtual tenham recaído sobre mim de uma forma …

Crítica - Uma Floresta Muito Louca

Imagem
Fórmula "Tarzan" só com animais. 
AVISO: A crítica abaixo contém alguns SPOILERS. 
Revisitei alguns prazeres da infância frente à essa animação de origem francesa, é meio indescritível, mas com algum esforço posso dizer que proporcionou genuinamente muito daquela sensação de que o tempo mal está passando. Porém, não é tão fácil se divertir com o filme mantendo alinhada a sua visão crítica ainda mais quando o propósito da experiência é discorrer sobre o que viu em algum momento e de qualquer forma (o que no meu caso virou alvo de força do hábito). Nessas horas fica numa disparidade, você tem que priorizar entre uma perspectiva e outra. Bem, como escolhi assistir num objetivo já traçado, certamente firmei a criticidade. E o resultado conseguiu ser bem abaixo do que seria caso eu tivesse adotado uma postura de análise menos comprometida com o viés crítico.

Não vou intelectualizar sobre a condição do protagonista e sua noção de pertencimento porque o negócio exala a mais pura si…