Postagens

Mostrando postagens de Outubro, 2018

Ele nunca sorriu

Imagem
Eu acompanhei o parto da mamãe com imenso aperto no coração mas ao mesmo tempo eu podia sentir uma felicidade me contagiar, afinal era meu irmãozinho que estava de chegada ao mundo...

Ele é o Adam. O único problema, sendo eu a primeira a notar, era seu comportamento.

Não foi o tipo de criança endiabrada que revira a casa toda, mas sim apática... Diria que um pouco fria.

Adam não sorria nem para os desenhos na TV. Cócegas? Não. Caretas? Menos. Eu fazia de tudo.

Era sempre uma expressão única de seriedade a ponto de ninguém sentir vontade de pega-lo no colo.

O garoto só abria aquela boquinha fofa para comer. Como irmã mais velha, fiquei preocupada.

Com dois anos meus pais finalmente se convenceram de encaminha-lo a um psicoterapeuta infantil.

Com os resultados infrutíferos de várias consultas, se desesperam ao pensarem na escola.

De que forma poderíamos contornar a situação de Adam interagindo com os colegas daquele jeito?

Ele podia ser sério 24 horas por dia, não dar um único sorriso …

Análise da dublagem de Dragon Ball Super (Parte 1)

Imagem
Pra quem não sabe, eu já publiquei a review do arco da Sobrevivência do Universo em Agosto (é só clicar aqui e boa leitura) e poucos dias atrás postei um texto avaliando a adaptação do sétimo encerramento da série. Mas agora que finalmente o Torneio do Poder se aproxima para trazer os novos personagens com suas vozes dubladas, me bateu a vontade de separar em prós e contras o que eu tenho achado da dublagem. Dragon Ball Super estreou no Cartoon Network no dia 07 de Agosto de 2017 e no decorrer do tempo foi chamando cada vez mais atenção pela dublagem ter assumido uma certa liberdade carismática ao ponto de até gírias modernas serem incluídas. Vamos aos principais pontos positivos e negativos desse trabalho cujo esforço todos devem reconhecer e agradecer pela oportunidade de aprecia-lo.

OBS¹: Fiz apenas uma seleção a dedo, até porque há os trabalhos que mantiveram suas respectivas qualidades como Piccolo, Bulma, Kuririn, Kaioshin, Bills, Goku, Vegeta, Oolong, Mestre Kame, Mr. Satan, M…

Frank - O Caçador #13: "Entomofobia"

Imagem
Universidade de Danverous City - 23h50

O laboratório de microbiologia estava fechando uma hora mais tarde naquele dia por um dos alunos considerados mais aptos a disputar o concurso que garante medalha de reconhecimento. Seu nome era Mark, rapaz de estatura alta e cabelos castanho claros vestindo jaleco branco. Fechara a porta da sala sendo iluminado pelas luzes azuladas de parte do corredor enquanto o restante do caminho era um breu total. Já estava de saída, bocejando em intervalos curtos e logo saiu andando com sua pasta cheia. No entanto, o silêncio lhe penetrou como algo a proporcionar suspeita e olhou para trás.

Nada se viu. Mas um vulto passara assim que retomou a andança. Novamente ele estacara e olhou derrubando a pasta sem querer.

- Tá legal, eu não quero saber de pegadinha hein. - disse ele, irritado, voltando a andar.

Outra vez a sensação de perseguição ao sentir um ventinho no seu jaleco, o que foi estopim para que corresse apavorado dobrando alguns corredores e tomado pel…

O fim do Google + e novo rumo de divulgação!

Imagem
Para quem não foi um eremita nas duas últimas semanas, pelo menos, deve estar bem inteirado sobre a acachapante decisão da administração da rede social em querer desativa-la daqui à 10 meses. Sim, o G+ vai acabar mesmo (*toca trilha triste de anime*). Por um lado isso é ótimo, mas por outro é bem desconsolador. Por que estou meio à meio? O G+ era detentor de um potencial enorme para ficar em pé de igualdade com Facebook ou Twitter, gigantes dessa mídia, e tinha um design atrativo e confortável, era realmente divertido usufrui-lo. Só que a baixa popularidade fez recair um descaso um tanto quanto injusto na plataforma, ocasionando numa gestão de péssima qualidade que envolve bugs incontáveis de modo que ficasse insustentável manter o entusiasmo de divulgar alguma coisa. E por falar em divulgação de conteúdo, o G+ limitava o alcance das postagens, ou seja, você podia compartilhar com todos os seguidores dos seus círculos que, com sorte, três ou quatro, apenas, viam e curtiam, assim como…

Supernatural não aprende mesmo!

Imagem
AVISO IMPORTANTE: 

Caso não tenha assistido o último episódio da série ("Gods and Monsters"- 14x02) não prossiga a leitura pois o texto abaixo contém revelações detalhadas. Leia por sua conta e risco se for um espectador assíduo. 

  ______________________________________________________________________________

Eu sei que não é do meu feitio redigir críticas semanais de episódios como a maioria dos sites de entretenimento fazem, mas ficou um entalo na garganta depois que me dei conta da natureza que cerca o desfecho do segundo episódio dessa atual temporada. Geralmente a série entrega produtos bem interessantes nos seus episódios nº 2. Neste em questão não ocorreu diferente. Todavia, a cereja que coroou esse bolo estava muito podre e mesmo assim foi colocada. Pra resumir, Sam, Mary e Bobby estavam no meio de um confronto contra lobisomens (reparei que aumentaram as presas dos totós heheh) num local onde o arcanjo Miguel (informação fornecida por uma vampira que sobreviveu ao &…

Não falo de política no blog por uma boa razão

Imagem
Em linhas gerais, eu sou um cara reservado em muitos aspectos e de algumas opiniões não-formadas. Num tempo atrás eu tinha bastante resistência quando via um assunto de viés político, mas não me posicionava pelo meu anseio natural de buscar mais conhecimento sobre aquilo para que eu pudesse obter uma boa propriedade gradualmente e conseguir debater sem ficar no raso. Ainda estou nessa dura caminhada pra ficar mais experiente nos contrapontos, porém já me encontro bem resolvido no que diz respeito à própria visão política em si. Não ia apenas dizer que falar de política é chato. Sim, é absurdamente chato, a depender do assunto essa chatice pode variar. Eu passei de apolítico para centro e de centro para... Acho que já tinha revelado meu posicionamento em alguma postagem passada, talvez aquela sobre o Bunka Pop.

Especificamente a que analisei um vídeo polêmico do canal (você pode conferi-la aqui e o adendo à mesma aqui) onde ali vi uma oportunidade para dar indícios do meu pensamento p…

Personagem de Capuz Vermelho terá sua história solo! (Novo spin-off)

Pra quem é gasparzinho novato no blog, Capuz Vermelho é uma série sobrenatural que escrevo desde 2015 e tem sido por muito tempo o carro-chefe do blog colocada como prioridade de publicação. Para conhece-la melhor, dá uma olhada na página Biblioteca tem todas as temporadas até agora lançadas completinhas (porém não recomendaria ler da metade final da segunda temporada e toda a terceira temporada por aqui devido à prolixidade dos capítulos, logo o melhor é acompanhar pelo Nyah! Fanfiction, também publico por lá e pra pegar o gancho aproveito pra linkar a postagem onde falo sobre uma decisão que tomei a respeito da série e tem tudo a ver com o site de fanfics - clica aqui).

A série tem uma quantidade relativamente aceitável de visualizações (dentro do padrão do blog, para informações mais explanadas clique aqui), então posso acreditar que há ao menos um pequeno grupo de leitores que se ocupa em dar sua contribuição (mesmo não comentando T_T). Portanto esse post é dirigido a esses leito…

Crítica - Piratas do Caribe: A Vingança de Salazar

Imagem
Não é do Gore Verbinski, mas parece (o que por si só não é suficiente).

AVISO: A crítica abaixo contém SPOILERS. 

Na época de lançamento não pude ter condições (mesmo que tivesse alguma grana pra gastar com cinema, não iria devido à minha estrutura emocional, nesse período, não ter sido das melhores por conta de um problema que já desabafei aqui no blog) de assistir a mais recente tentativa da Disney em emplacar novamente a franquia do pirata mais famoso da cultura pop. Decidi logo ver esse quinto filme da saga de Jack Sparrow sem perder tempo obedecendo ao meu TOC e conferir tudo em linha cronológica. Em outras palavras, não tinha assistido a quarta aventura (o mal-falado Navegando em Águas Misteriosas) na íntegra pela má impressão tida quando dei uma olhada em parte do primeiro ato e mudei de canal. Mas como o filme anterior aparenta ser extremamente episódico, nada melhor do que pular para esse daqui que ao menos amarra umas pontas deixadas ao final do terceiro filme.

O plot centra…

Crítica - As Aventuras de Paddington 2

Imagem
Muito mais marmelada e trapalhadas.

AVISO: A crítica abaixo contém SPOILERS. 

A continuação do longa do Pequeno Urso... quero dizer, do personagem-título veio a lançamento em 2017, cerca de dois anos após o primeiro filme que recebeu avaliação favorável deste que vos escreve e devo admitir, com grande contentamento, que a fórmula de filme-família singular e criativa que fora trazida antes não se desgastou ao longo desta sequência. Pelo contrário, ela se manteve firme e forte durante aos 103 minutos da película, não sendo mais que uma manutenção satisfatória progredida por outros aspectos como enredo, direção e texto - este valendo ressaltar que se mostra um pouco acima do que se viu nos diálogos do filme anterior que eram numa maioria meio bobinhos, meio comuns, houve uma melhora reconhecível nesse ponto que tornou a experiência menos repetitiva, portanto esse é um grande acerto do roteiro combinado a demais seguimentos que são bastante inventivos.

Pois é, eu fui conquistado pela simp…

Frank - O Caçador #12: "Bicho-Papão"

Imagem
A floresta parecia infinita. Até mesmo as árvores pareciam se repetir como se desse a sensação de estar voltando ao mesmo ponto inúmeras vezes. O homem parou a corrida para tomar fôlego com as mãos nos joelhos. Tinha cabelo curto preto, olhos castanhos destacados e vestia terno sem gravata. Olhou para o céu branco angustiado. E finalmente ouvira de novo o grito agoniante do perseguidor.

Por instinto, retomou a corrida, mais frenético desta vez. O lugar inteiro tinha aparência quase preto e branco, como um filme mudo de terror. Ele tentava gritar, mas quando o fazia nenhum som vinha.

Um único tropeço seria fatal. E ele ocorreu, justo numa raiz grossa e solta duma árvore. A coisa se aproximava com seu urro gutural. Ele olhou diretamente à ela movido ao pavor. Encarou a face negra e vazia daquele ser flutuante trajando uma mortalha rasgada com mãos longas de unhas pontudas.

Seu grito soou no pensamento enquanto abria a boca. Havia torcido o tornozelo, não demorando a ser pego como uma p…