Postagens

Mostrando postagens de 2018

Capuz Vermelho - Melhores frases de "Venha comigo se quiser viver" (4x12)

Abaixo você confere os melhores diálogos selecionados do capítulo onde a dupla de caçadores protagonizou uma aventura um tanto diferente. Em outras palavras, elas conheceram um futuro a la "Terminator" com direito a alienígenas e um mega-planeta que não se sabe direito ser lenda ou fato (estou falando do Nibiru, a segunda grande ameaça da história!).

1 - Eles aprenderam 

Hector: Rosie, podíamos tentar...

Rosie: Não. Nada de barganhas falsas.

Coletor. Eu ouvi isso. De qualquer forma, não funcionaria.

2 - Nem o caos do futuro abalou uma arte 

Kyle: Prazer, sou o Kyle. São forasteiros porque... Não é o tipo mais comum de modelito. Vocês fazem cosplay?

Rosie: O-o... quê?

Kyle: Cosplay. Se fantasiar de personagens. Conheço vários eventos de cultura pop, só uma pena que hoje em dia estejam mais escondidos e menos animados.

Rosie: Não estamos fantasiados.

3 - Choque de gerações

Kyle: Muito bem, pessoal. Hoje temos visitas.

Rachel: A convenção de quadrinhos só é daqui à seis meses.

Ky…

Capuz Vermelho #52: "Venha comigo se quiser viver"

Imagem
"Não importa se é próximo ou distante, a minha sina é conhecer as piores versões do futuro."

                                                                      Trecho do segundo diário de Rosie Campbell - Pág 28.
    _____________________________________________________________________________

Mais um corpo havia sido deixado para trás naquele corredor com paredes de madeira vermelha junto aos demais igualmente perfurados em diversas partes. Se distanciando deles, pisando num longo tapete de mosaico, um homem caucasiano e esguio de terno azul escuro desfilava confiantemente após eliminar seus obstáculos e dando um sorriso fechado no seu rosto meio magro.

Avistou um senhor de meia idade saindo da sala no fim do corredor, o mesmo logo assustando-se com aquela presença ameaçadora que largou cadáveres de guardas. Ficara mais boquiaberto ao sentir algo entrando profundo no seu abdômen. Olhou abaixo e viu algo fino como um galho mas que perfurava seus órgãos internos. Era a unh…

Não era pra ser Kami-Sama na dublagem? [Resposta ao Bunka Pop]

Imagem
No final do mês passado, o canal focado em cultura pop (que é o nome traduzido do canal rs) japonesa lançou um vídeo comentando sobre as adaptações na dublagem de Dragon Ball (com enfoque unicamente no Clássico) e no último tópico, voltado ao termo Kami-Sama (que a dublagem brasileira adotou sem passar pela tradução literal) o apresentador deu um parecer que não teve como não chamar minha atenção. Diria que, de certa forma, foi meio incômodo. Mas vamos com calma, o propósito aqui não é nenhum tipo de crítica fervorosa e sim apontamento de erro (bem crasso).

O Guto (apresentador das quintas-feiras no canal) considerou o fato de Kami-Sama não ter sido traduzido diretamente para nosso Brasilzão como uma perda. Para quem manja do básico do básico do idioma, deve saber muito bem que o termo Kami refere-se à Deus, uma divindade sem relação alguma com religiões. Kami-Sama é o Deus da Terra (no mais alto grau de relevância a nível mundano). O ponto é: Terem incorporado o nome original não fo…

Dubcast - Imaginando as vozes dos personagens

Imagem
Se para mim o Dreamcast é um recurso um tanto quanto falho e preguiçoso, existe uma alternativa que julgo bastante pertinente e aceitável nesse hobbie de escrever histórias (aqui se excluem as fanfics). Como o título bem sugere, o dubcast nada mais é que elencar nomes da dublagem brasileira para encaixa-los imaginativamente aos personagens a fim de que os leitores fiquem mais confortáveis durante a leitura dependendo do conhecimento acerca da dublagem. Mas aí vem o seguinte porém: Isso automaticamente não leva a crer que a pessoa pensa na sua história (enquanto escreve e lê) como uma série de TV, novela, anime ou filme? Essa é a grande semelhança com o Dreamcast. Mas parando pra pensar bem... não seria o Dubcast uma outra forma de realizar um Dreamcast?

Pois é, eis uma pequena controvérsia nesse ponto. Contudo, é um modo que diferentemente do Dreamcast em si não afeta em nada o seu desenvolvimento como autor, pois, como dito na postagem sobre ele, é uma zona de conforto que vai te pr…

Capuz Vermelho - Melhores frases de "Um toque em sua alma" (4x11)

Confira a seleção de citações do capítulo que abre o segundo arco da temporada. Neste um demônio Íncubo (contraparte masculina da Súcubo) é o alvo de uma caçada para fechar a porta para o Tártaro:

1 - Que medo

Derek: Nem quero imaginar no que Rosie Campbell se transforma quando está com raiva?

Rosie: É melhor nem tentar imaginar.

2 - Assunto proibido

Rosie (para Derek): Agradeço o conselho motivacional. Se vai conosco, tudo bem. Contanto que não fique de piadinhas sobre eu e Hector estarmos... num lance.

3 - Menos formalidade, por favor 

Rosie: Os subordinados desse Íncubo fazem guarda no local, por acaso?

Derek: Boa pergunta, Campbell.

Rosie: Você me chamou de Rosie hoje cedo.

4 - Assegurando independência

Rosie (para Hector e Derek): Ótimo, podem ir vocês dois, eu sei me cuidar. Ah, e não pergunte "tem certeza?". Vamos matar uns demônios. 

5 - Puxaçãozinha de saco 

Derek: Gostaria que me tirasse uma dúvida... sobre a Rosie?

Hector: O que deseja saber?

Derek: Aceitou tranquilam…

Thundercats Roar - Só mais uma coisa...

Imagem
Essa postagem aqui serve como um adendo àquela na qual opinei sobre o mais novo reboot e generosamente vou resumir para quem não tiver paciência de precisar ler a outra para entender. Sintetizando, o mais simplesmente possível, o que falei no texto de opinião ( que por sinal não é nenhuma redação de ENEM, está mais para desabafo de alguém com farta memória afetiva): Eu odiei sim a animação dessa nova (e polêmica) encarnação dos Thundercats. Pronto, já não tem necessidade de ler três parágrafos onde detono sem nenhum pudor (conscientemente, claro) na produção que vem com a promessa de mesclar comédia e aventura (priorizando a comédia). Eu tenho visto outras opiniões praticamente contrárias à minha e das que li eu poderia condensa-las em somente quatro palavrinhas: Aceita que dói menos.

Pois é, eis o "argumento" que no fim das contas dispensa qualquer explicação que exija um grande número de linhas (para quem defende essa pataquada aí acima com unhas e dentes). Tudo bem que n…

Capuz Vermelho #51: "Um toque em sua alma"

Imagem
"Ultimamente, tenho estado insatisfeita com meu emprego ultra-secreto. Se todo o perigo que corremos fosse medido numa balança com o nosso salário, talvez os chefões reveriam os conceitos."

                                                                    Trecho do segundo diário de Rosie Campbell - Pág 22.

   ______________________________________________________________________________

Um quarto de hotel três estrelas tornara-se espaço propício para um caso amoroso completamente alinhado para o limite. A mulher abrira a porta com sua chave oferecida pela hotelaria e entrara aos risos conduzindo seu parceiro para dentro pela mão. O homem era de aparência atraente e cheirava a álcool vindo da camisa branca com gravata preta longa. Ela se virou para ele, sorridente, entrelaçando seus dedos aos dele. As luzes foram mantidas apagadas, deixando apenas o luar atravessar a janela.

- Acabar desse jeito com um novato... Não tem preço. Um viva pra nós dois pela promoção.

- Podemos …