terça-feira, 10 de junho de 2014

Para debater #2: O que realmente nos define?



   Hoje falarei um pouco sobre Lizzie Velasquez. Uma mulher que aturou o preconceito da sociedade, sendo altamente discriminada por sua magreza excessiva. Toda a onda de xingamentos que recebeu, tanto na internet quanto na vida real, lhe rendeu um título nada merecedor: O de "mulher mais feia do mundo".
   Com 23 anos, Lizzie faz 60 refeições por dia, e mesmo assim não consegue ganhar peso, devido a uma doença rara, a qual afeta apenas mais duas pessoas no mundo. Ela pesa somente 26 quilos e não passa disso. Apesar de ter um sistema imunológico fraco, a jovem tem uma forte auto-confiança, que lhe ajudou a lutar contra os julgamentos daqueles que se acham "normais". Mas afinal de contas, o que é ser normal? O que define normal? Nossa aparência? Nossos hábitos? Nosso jeito de falar, andar e comer? Nossas maneiras de pensar? Acontece que a ideia de "normal" que muitas pessoas possuem é algo que já foi instruído ou pelos pais ou por conhecidos, mas provável que pelos pais. A ideia de ser normal já está cimentada na mente das pessoas. mas claro, tudo em relação á aparência.
   Desde criança, Lizzie sofre bullying por causa de sua doença. Em uma entrevista ao programa do Dr. Drew, Lizzie pede que as pessoas parem de ridiculariza-la na internet. Contou que recebe diversos e-mails ofensivos por causa de sua aparência. "Eu sou humana. É claro que essas coisas me magoam. Mas não vou deixar que isso me limite", afirmou a jovem.
    Então, para inspirar os leitores com sua tocante história deixo aqui um vídeo de uma de suas palestras motivadoras, que ela faz para ajudar vítimas de bullying a se sentirem melhor.



Minha opinião: Acredito veementemente que nossa aparência não passa de um detalhe supérfluo de definição, o que nos define de verdade não é o julgamento ou a opinião dos outros, e sim nossas virtudes e valores, de maneira geral, o nosso caráter. Já sofri bullying e sei como Lizzie se sente diante de tanto preconceito e repúdio por parte das pessoas. Então, foda-se o que os outros pensam, vamos viver de acordo com nossos princípios e ideais. Somos nós mesmos que temos o direito de nos definir. Mas é uma pena que haja pessoas tão superficiais hoje em dia que não são capazes de entender algo tão simples.

3 comentários:

  1. As pessoas tem que entender que não existe pessoas normal, mas isso vai demora muito acontecer.

    se eu não me engano essa mulher ja apareceu em south park, mas obviamente ela foi ridicularizada como todos do south park são

    ResponderExcluir
  2. Cara...60 refeições por dia? Realmente, uma das coisas que mais me dá raiva é ver alguém zombando de outros por algum defeito físico, ou chamando a pessoa de "feia". Geralmente quem faz isso tem uma auto-estima do tamanho de um grão de areia, mas se acha o bacana.

    ResponderExcluir
  3. Gostei do tema do seu blog, mas prefiro o Wordpress, criei um sobre técnicas de informatica, quando terminar de formata-lo eu divulgo pra galera...

    ResponderExcluir

Críticas? Elogios? Sugestões? Comente! Seu feedback é sempre bem-vindo, desde que tenha relação com a postagem e não possua ofensas, spams ou links que redirecionem a sites pornográficos. Construtividade é fundamental.