quarta-feira, 13 de maio de 2015

Exílio


Ás vezes é necessário desprender-se de uma realidade corrompida, que não lhe oferece o mesmo prazer de outrora, nem ao menos uma razão para continuar estando nela.

É neste momento que você pára e pensa, a despeito das tormentas de sua mente, a fim de trilhar seu caminho para outro lugar... acessível somente para você.

Não haveria outro lugar melhor do que este para refugiar-se. Eles não irão alcança-lo se permanecer nele pelo tempo que deseja ficar. Sente-se pertencente? Talvez seja um bom sinal.

Agora tente viajar pelos lugares que este novo mundo lhe reserva. Não importando qual meio utilize para fazê-lo, sinta o que nunca teve chance de sentir, diga em devaneios profundos o que jamais teve coragem de falar no "outro mundo". Vamos, podes criar um rico universo ao seu redor. Você tem um lugar para chamar de seu, espero que se sinta agradecido por isso.

Mesmo não significando um afastamento eterno, faça-o durar para o que pareçam ser dois ou três anos. Deixe sua mente criar lentamente vários outros mundos semelhantes, talvez até mais bonitos do que o que você testemunha todos os dias e sempre o entedia.

Desejas ficar por aí mesmo? Ótimo, vejo que encontrou seu lugar perfeito.

No fim, a sensação estranha de fênix renascida, depois da experiência de um universo cujas leis de tempo e espaço são incompreensíveis aos que pertencem ao outro lado.

Uma duradoura sensação de preenchimento de um vazio há muito insistente. Uma viagem à outro universo, onde sonhos e fantasias se concretizam.

Seria este o lado bonito da solidão?

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Críticas? Elogios? Sugestões? Comente! Seu feedback é sempre bem-vindo, desde que tenha relação com a postagem e não possua ofensas, spams ou links que redirecionem a sites pornográficos. Construtividade é fundamental.