Biografia Nerd #5: Astro Boy


Mais um Biografia Nerd começando aqui no Universo Leitura. Hoje trago a história de um personagem que ficou famoso nos quadrinhos japoneses, os tão famigerados mangás. Ele, que já teve um filme lançado no final da década passada, conquistou diversos fãs, e hoje é lembrado como um personagem querido por todos que já leram suas aventuras nos quadrinhos em preto e branco. Vamos à sua história e ver como ele se consolidou como um personagem japonês icônico.

Nome original: Tetsuwan Atomu
Licenciador: Tezuka Productions
Criado por: Osamu Tezuka

Origem e passagem pelos quadrinhos.



Astro Boy foi criado em 1952, direto para as histórias em quadrinhos. A série focava-se nas aventuras do personagem que dá título à obra, Astro, um poderosos robô criado pelo chefe do Ministério da Ciência, Dr. Tenma, no intuito de substituir seu filho Tobio, que havia morrido em um acidente automobilístico. Tenma atribuiu à Astro toda a fisionomia de seu filho, e o tratava com bastante afeto, no entanto, o problema era que Astro, mesmo tendo similaridades físicas com Tobio, não preenchia o vazio da perda, considerando também o fato de que não podia crescer já que era um androide. Em certa parte do mangá, Astro preferia as formas mecânicas do cubo, ao invés da forma orgânica das flores). Em uma edição original, datada de 1960, Tenma acabou por rejeitar Astro e vende-lo para um circo, cujo dono era bastante cruel.

Ainda no quadrinhos, o novo chefe do Ministério da Ciência, o Professor Ochanomizu, viu uma apresentação de Astro no circo e persuadiu Hammeg (o dono do circo) para que o entregasse. Desde então, ele passou a tratar Astro de forma gentil e carinhosa, tornando-se seu pai legal. Logo se deu conta de que o pequeno androide possuía habilidades e poderes especiais, e também era capaz de expressar emoções humanas. Percebendo do que tem capacidade para realizar, Astro começou a combater o crime, lutando contra o mal e a injustiça. Boa parte de seus adversários eram robôs que odiavam humanos e aliens invasores. A maioria das histórias apresentavam Astro lutando contra inimigos robóticos.

Tendo duas figuras paternas, Astro ganhou do Professor Ochanomizu uma irmã para ele, chamada Uran, para lhe fazer companhia. Uran incentivou Astro à aprender sobre valores familiares, relações humanas e sua responsabilidade com o mundo em que vivia. Ochonomizu não tinha a mesma genialidade que Tenma, o que fez com que Uran não fosse tão sofisticada, tendo apenas uma única habilidade que era a de se comunicar com animais. Tempos depois, Ochanomizu criou mais um androide que servisse de companhia para os dois irmãos, denominado Cobalt. No entanto, o robô sacrificou-se para salvar o mundo em uma de suas aventuras ao lado de Astro. Mais outros parentes viriam a seguir, porém, todos fracassaram quando a questão era entender o mundo à sua volta e da mesma maneira que Astro.


Outra criação de Tenma foi Atlas, o robô que mais se mostrou como um irmão gêmeo para Astro. Atlas era bastante superior a Astro no quesito sofisticação, no entanto, o mesmo não compreendia as leis da robótica que faziam Astro ser tão amigável com os humanos, pois o propósito da criação de Atlas foi justamente para ser a sustentação da rebelião dos robôs. Era o único oponente digno para lutar com Astro de igual para igual.

Na TV



No meio televisivo, Astro Boy teve sua estreia em 1963, em uma série animada japonesa em preto e branco. A partir dali um novo padrão de fazer animações japonesas foi concebido, conhecido mundialmente como anime. O desenho estreou nos EUA no mesmo ano.
Já em 1982 uma nova série fora produzida, sendo esta colorida e focando mais nas habilidades de Astro.
Em 2003 mais um anime foi produzido, em uma versão mais atual do personagem. A série foi produzida pela produtora de Tezuka em parceria com o canal Animax. Esta versão mais moderna foi exibida no Cartoon Network e na Rede Globo, no extinto programa TV Globinho.

Nos cinemas



O personagem ganhou, no ano de 2009, seu primeiro filme, este sendo em computação gráfica (ainda bem que não foi live action ._.) A premissa é basicamente a mesma do anime e mangá, com algumas diferenças razoáveis. O filme teve boa aceitação da crítica, e com certeza agradou boa parte do público infantil.

E pra encerrar, fiquem com a abertura da série de 2003:


Gostou do post? Comente e compartilhe no G+. 

Comentários

Postar um comentário

Críticas? Elogios? Sugestões? Comente! Seu feedback é sempre bem-vindo, desde que tenha relação com a postagem e não possua ofensas, spams ou links que redirecionem a sites pornográficos. Construtividade é fundamental.

As 10 +

10 melhores frases de Vegeta

10 melhores frases de Fullmetal Alchemist

10 melhores frases de O Homem de Aço

10 melhores frases de Coringa

10 melhores frases de Cavaleiros do Zodíaco

10 melhores frases de Death Note

Gifs assustadores que não vão deixar você dormir! (Especial Palhaços)

10 melhores frases de As Terríveis Aventuras de Billy e Mandy

Uma fic sem capa pode ser...

Biografia Nerd #6: Optimus Prime