Baú Nostálgico #11: Scooby-Doo



                                                                                   ANTES

Talvez na linha de edições a partir desta até a vigésima eu dê maior enfoque aos cartoons e desenhos clássicos dos anos 70, 80, 90 e 2000, já que na anterior foram majoritariamente animes, mas farei o possível para incluir ao menos um ou dois. Isso se dá pela razão de que eu queria muito começar a discorrer a respeito dessas animações cômicas que ficaram gravadas na memória e no coração. Tendo isso em mente, qual o melhor jeito de iniciar essa "nova temporada" do BN do que falar sobre Scooby-Doo? Esse Dog Alemão me fazia rir muito das suas estripulias noite após noite, nos longínquos anos de 2003 e 2004, que foi quando a época exata onde passei a acompanhar a série clássica de 1969 (Scooby-Doo, Where Are You) no SBT e ali o amor nasceu.

O cerne da narrativa fisgou meu interesse por ser visto por mim como inédito pela fórmula apresentada. Um grupo de 4 adolescentes - ou jovens em seus plenos 20 e poucos anos, como acreditava outrora - acompanhados de um cão falante, com personalidade opostas (Velma, o cérebro da gangue, contrapondo-se à patricinha que faz o tipo "donzela em perigo" de Daphne e Salsicha, o magrelo tido como medroso, contrapondo-se à Fred com seu porte atlético e a coragem), juntos saem por aí resolvendo mistérios de causas aparentemente sobrenaturais a bordo de um furgão chamado "Máquina de Mistérios" (é o meu terceiro carro favorito da cultura pop, só perdendo para o Impala 67 e o Batmóvel). Saudosas são as noites em que Scooby e sua turma fazia dobradinha com os Flintstones depois do Passa ou Repassa.

Bem como o clássico, eu diria que acompanhei praticamente todos os derivados que vieram posteriormente. A série que era apenas protagonizada por Scooby, Salsicha, Daphne e Scooby-Loo (personagem que nunca via muita graça, não faço ideia do porque), aquela que tinha aquele garoto com roupa amarela (acho que até o Scooby-Loo também estava no grupo), o Pequeno Scooby-Doo (a penúltima série que vi antes de conhecer Mysterio S/A)... enfim, não tenho informações muito precisas quanto a cronologia de lançamentos, apenas sei que absorvi o bastante desse universo para rasgar a seda pelo conjunto da obra e seus devidos méritos reconhecidos.

No que tange à versão mais assistida por mim, a série clássica e a ótima "O Que Há de Novo, Scooby-Doo?" ficam num páreo acirrado. Se levar em consideração os filmes da primeira versão da década de 2000, tenho por mim que foi sim ela a mais longeva em termos de seguir acompanhando por anos.

Lembro de ter visto a chamada de Scooby-Doo Mysterio S/A no Cartoon Network, em 2011, e com o decorrer do tempo fui me adaptando ao clima mais sério dessa versão cujo acompanhamento foi um tanto quebrado e oscilante, mas foi possível ter uma impressão segura de seus prós e contras e não é a toa que é a minha terceira série favorita de Scooby-Doo (ficando atrás da versão de 2002 e o clássico do final dos anos 60), e é uma pena ter sido substituída por uma tal de Be Cool Scooby-Doo que não está com nada, já nasceu errada e espero que tenha uma morte rápida.


                                                                                      AGORA

 Bem, atualmente não ando muito próximo do universo de Scooby-Doo e seus amigos, mas recentemente surgiu aquela vontade de voltar a me familiarizar com essas crianças enxeridas e a escolhida foi Mysterio S/A (é, tenho um certo carinho por essa versão se percebeu). Qualquer dia, qualquer hora, estando meio folgado, revejo na net.


PS1: Durante todo o tempo que fiquei escrevendo, "What's New Scooby-Doo?" tocou na minha mente em loop.

PS2: Já ia me esquecendo: Scooby-Doo Atrás das Pistas. Série esta que não peguei mais que meros vislumbres numa manhã comum de sábado.

PS3: Sempre tive uma certa curiosidade quanto ao gosto dos biscoitos Scooby. É, nunca fiz o tipo normal de fã.

PS4: Em 2004 (achismo) desenhei um fan-gibi - incompleto - do Scooby-Doo. A capa, se bem me lembro, mostrava-o apenas do pescoço para cima, sorridente, um fundo azul marinho e um balão de fala ao lado escrito "Agora nos Quadrinhos". Infelizmente, a papelada encontrou o seu fim numa sacola de lixo quando eu e minha mãe fazíamos uma limpeza (talvez eu não participei, mas enfim...) nas várias pastas onde estavam meus desenhos. Não sei como ele foi parar na "lista negra", mas realmente não o possuo mais.

PS5: Sabe aqueles desenhos dos quais extraímos lições e ensinamentos? Pois é, Scooby-Doo certamente é um deles. Aprendi que no final os monstros sempre são as pessoas.

PS6: Como na edição anterior, encerrarei o post com um gif (isso ainda vai virar costume):





*As imagens acima são propriedades de seus respectivos autores e foram usadas para ilustrar esta postagem sem fins lucrativos. 

*Imagens retiradas de: https://en.wikipedia.org/wiki/Scooby-Doo
                                         http://sdbydoo.blogspot.com.br/p/gifs-do-scooby-doo.html



Comentários

As 10 +

10 melhores frases de Vegeta

10 melhores frases de Fullmetal Alchemist

10 melhores frases de O Homem de Aço

Gifs assustadores que não vão deixar você dormir! (Especial Palhaços)

10 melhores frases de Coringa

10 melhores frases de As Terríveis Aventuras de Billy e Mandy

10 melhores frases de Cavaleiros do Zodíaco

10 melhores frases de Death Note

Baú Nostálgico #23: Inuyasha

As Meninas Superpoderosas: A História de Brenda