Baú Nostálgico #10: Power Rangers

Divulgação: Saban Brands 

                                                                                  ANTES

Minha história com esta franquia é bem longa e tentei me segurar em favor da impossibilidade de extensão desta parte, pois, como dito na edição anterior, o objetivo é ser curto e direto, sem tempo para expressar um sentimentalismo que alimentasse o saudosismo e acabar parecendo um texto de uma criança interior que não superou a nostalgia de um programa que passou de seu tempo. E como passou hein... Já são mais de 20 anos de morfagens, faíscas, cambalhotas, poses extravagantes, robôs gigantes, monstros de borracha, efeitos de fundo de quintal, maquetes cidades destruídas num dia e reconstruídas noutro... Enfim, uma porção de elementos que um verdadeiro fã não tem a menor vergonha de citar, porque são justamente eles que tornam essa série tão interessante e é por ter essa pegada meio trash que a franquia adaptada dos tokusatsus lá da terra do sol nascente conquistou minha simpatia imediata na infância e a de muitos que acompanharam desde pequenos. A seiva bruta desta árvore que produziu bons frutos aos fãs (e fruto$ aos produtores) está na despretensão. É trash porque consegue entreter ou consegue entreter porque é trash? Dane-se essa questão, o importante é que eu vibrava na frente da TV com essa equipe multicolorida e suas variadas histórias, tantas possibilidades (algumas interessantes, outras nem tanto) jogadas no telespectador, daí perguntava-se se haveria um fim. Mas e daí? É rentável para quem produz e divertido para quem cresceu assistindo (e ainda o faz), então tal pensamento nada significa pois é bem evidente que Rangers não sairão de cena tão cedo e não é a toa que pode entrar fácil fácil em um ranking de séries tidas como infinitas.

Esta décima edição seria dedicada à Dragon Ball (DBzinho para alguns fãs), mas ao lembrar de Power Rangers me dei conta da abundante fonte de memórias que zelei ano após ano, à cada temporada lançada - pelo menos até Operação Ultra-Veloz. Redigir mini-críticas acerca da série e em relação ao meu atual posicionamento aos novos produtos foi algo que risquei pois certamente contradiria o título da série. O fato é que os Rangers fizeram parte da minha vida numa época de menor demanda e incrustaram ali no meu coração aquela marca profunda e eterna (olha aí o danado do sentimentalismo saudosista, eu tentei né...)

Para não detalhar a linha do tempo e tornar o post demasiado enciclopédico, citarei abaixo algumas categorias e os itens que nelas se sobressaíram:

Melhor episódio: Essa é difícil... Fico entre a primeira aparição do Ranger Branco (Mighty Morphin) e o crossover com os Rangers do espaço e as Tartarugas Ninjas.

Brinquedo mais memorável: Minha saudosa "action figure" (made in China rs) do Ranger Vermelho do espaço um pouco maior que os bonecos comuns. Eu também tinha uma do Ranger Prata do mesmo tamanho, mas que teve uma vida curta em relação à sua irmãzinha que veio pouco tempo depois e que sobreviveu sem nenhuma perna ou braço quebrado. E não seria nada justo fazer um post especial sobre Power Rangers sem mencionar os famosos bonecos "vira-cabeça". Tive dois, os rangers azul e preto, mas em termos de afetividade e zelo não se comparavam aos supracitados. Menção honrosa: Power Ranger verde do espaço (??) - com armadura - que veio na embalagem azul claro com imagens meramente ilustrativas do Megazord e Ranger Vermelho da temporada anterior (Lost Galaxy) e no verso estavam os Rangers com armaduras similares e suas respectivas armas. Na época eu já achava bem WTF, contudo era Power Rangers e presente antecipado do aniversário de 9 anos, então assumi que não tinha do que reclamar.

Melhores temporadas (favoritas): Mighty Morphin, Space, Wild Force, Lost Galaxy, Time Force, Zeo, Ninja Storm e SPD.


                                                                                 AGORA

Atualmente estou acompanhando a 7ª temporada, Power Rangers na Galáxia Perdida (Lost Galaxy), aos sábados junto com Medabots e Yu-Gi-OH! Duel Monsters. Por que essa temporada? Bem, a tal da memória afetiva me fez quase acreditar que muito provavelmente esta tenha sido a primeira temporada que vi, tendo em vista que foi a partir do ano de 2001 que passei a me familiarizar mais o mundo dos desenhos animados e a Globo costumava estrear atrações novas mais ou menos dois anos após o lançamento, mas não dá para ter certeza pelo fato de eu não saber com exatidão os anos em que elas passaram pela primeira vez. Realmente não tenho lembranças nítidas de Lost Galaxy do passado, mas, em compensação, o que tenho visto até agora conseguiu me agradar.

Eu havia feito um post no qual listei 6 séries que eu tinha largado por motivos diferentes. E Power Rangers encontra-se neste grupo de rejeitadas. Mas o fato de eu ter desistido de acompanhar novas temporadas não significa que eu não deva rever aquelas que marcaram minha infância. Abandonei, mas não completamente. Pela força da nostalgia e do saudosismo eu me permiti a assistir novamente, mas estabelecendo um limite e não há nada de errado nisso. Não é por estar preso demais ao passado e repelir o novo, mas por saber enxergar com clareza que a franquia hoje se nega a se reinventar (temáticas repetidas: dinossauros e ninjas), o que é desalentador.


PS¹: Meu conhecimento acerca do estilo tokusatsu, até fazer pesquisas profundas, se resumia apenas à Power Rangers, Ryukendo e Kamen Rider: O Cavaleiro Dragão (sim, aquele que passou na TV Globinho). De Jaspion e Jiraya só ouvia falar. E não conhecia Ultraman antes de começar a acessar internet. Num futuro próximo vou dar umas conferidas nos Metal Heroes, Super Sentais, Kamen Riders e Ultraman.

PS²: Em algum momento de 2006 aluguei Turbo: Power Rangers 2. Sim, ainda era um frequente costume na época.

PS³: Decidi encerrar o post com um gif e fiquei meio indeciso entre este ou aquele lá da Ranger Rosa e do Ranger Verde se divertindo num aparente baile funk... Mas esse aqui é, de longe, o melhor:




*As imagens são propriedades de seus respectivos autores e foram usadas para ilustrar esta postagem sem fins lucrativos. 

*Imagens retiradas de: http://www.minhaserie.com.br/novidades/24509-power-rangers-saiba-quais-serao-os-animais-correspondentes-de-cada-ranger

http://www.gifsengracados.com.br/power-ranger-vermelho-e-gay




Comentários

As 10 +

10 melhores frases de Vegeta

10 melhores frases de Fullmetal Alchemist

10 melhores frases de O Homem de Aço

Gifs assustadores que não vão deixar você dormir! (Especial Palhaços)

10 melhores frases de Coringa

10 melhores frases de Cavaleiros do Zodíaco

10 melhores frases de As Terríveis Aventuras de Billy e Mandy

10 melhores frases de Death Note

As Meninas Superpoderosas: A História de Brenda

Crítica - Saint Seiya: Soul of Gold