sábado, 22 de abril de 2017

Baú Nostálgico #13: Dick Vigarista & Muttley (Esquadrilha Abutre)



                                                                                  ANTES

Conheci essa dupla assistindo á série anterior, Corrida Maluca (honestamente fiz uma pesquisa rápida pra saber qual desenho veio antes), nas manhãs do Bom Dia e Cia e só no mais tardar, em idos de 2007, há exatos 10 anos, foi que pude acompanhar as aventuras aéreas desses divertidos personagens mais diariamente. Fiquei meio surpreso ao ver o ano de lançamento da série: 1969. Podia jurar que se deu por volta dos anos 80 ou até mesmo nos 90 devido à paleta de cores passar longe de me fazer ter a impressão de ser algo tão antigo. Indubitavelmente, Muttley era a estrela número 1 do show, seja pelo fato de ser um cão antropomórfico falante - porque em meu ver personagens assim geralmente costumam ser mais carismáticos, vide Scooby-Doo, Coragem e Pica-Pau - ou por sua icônica risada sarcástica, ele, de fato, chegava ao passo de ofuscar o infame e mal-humorado Dick Vigarista e o fazia com louvor.

E não tem como esquecer os dois coadjuvantes que tinham lá seus papéis de destaque, cada qual com suas particularidades que volta e meia acabam não resultando em efeitos produtivos às missões. A começar por Zilly, o membro covarde da esquadrilha, que conseguia a proeza de escapar pela sua roupa e fugir como uma toupeira, sendo sua voz trêmula a marca que o torna engraçado, além da misteriosa capacidade de interpretar e traduzir o idioma cômico e ininteligível de Klunk. A peculiaridade do personagem fazia desses um dos melhores momentos de cada episódio e é por essa razão que o Klunk é meu favorito atrás do Muttley não só pela sua excentricidade mas também pela suma importância que ele tem para com as missões de pegar o alvejado pombo Doodle.

Mas é justamente essa ave que me deixava meio... surtado, irritado, inconformado porque eu SEMPRE torci para a esquadrilha capturar esse maldito pombo! Na mesma medida que eu torcia pela captura do Pikachu através da Equipe Rocket e pelo Plankton em roubar a fórmula do hambúrguer de siri. Via a hora da série acabar e esse bicho jamais ia ser pego.

Também tinha o General, personagem misterioso que só falava ao telefone com Dick aos berros de forma tão incompreensível quanto o linguajar de Klunk. Pelo menos pra colocar o trapaceiro Dick Vigarista em seu devido lugar.

A maior parte dos meus episódios favoritos eram aqueles focados no Muttley, à parte do "plot" principal, os curta-metragens nos quais o fiel companheiro de Dick Vigarista sonhava com atos heroicos enquanto lavava o chão.

Melhores frases:

"Medalha, medalha, medalha!"

"Raios, raios duplos!"

"Mutley, faça alguma coisa!"


                                                                                    AGORA

Bem, não há muito o que dizer nesta parte. Curto bastante esse universo compartilhado de Corrida Maluca e Esquadrilha Abutre e certamente farei questão de revê-lo completo quando possível for.


PS1: Na época mencionada, não fazia ideia do contexto onde a série se passava (1ª Guerra Mundial), achava que era só pegar o pombo por uma razão boba.

PS2: E pra encerrar, aqui vai um gif com o Muttley dando sua clássica risadinha. Pra quem cresceu assistindo, não é nada estranho vê-lo e lembrar dela como se estivesse a ouvindo:





*As imagens acima são propriedades de seus respectivos autores e foram usadas para ilustrar esta postagem sem fins lucrativos. 

*Imagens retiradas de: http://todosdesenhos80.blogspot.com.br/2014/07/dick-vigarista-muttley-e-esquadrilha.html
                                         http://gifrific.com/muttley-laughing/



Nenhum comentário:

Postar um comentário

Críticas? Elogios? Sugestões? Comente! Seu feedback é sempre bem-vindo, desde que tenha relação com a postagem e não possua ofensas, spams ou links que redirecionem a sites pornográficos. Construtividade é fundamental.