sexta-feira, 7 de abril de 2017

Capuz Vermelho - A Enciclopédia: Localizações (Parte 6)



AVISO:

*Não veja esta postagem se ainda leu nenhum capítulo desta série ou uma temporada inteira. Caso o contrário, poderá se deparar com SPOILERS.

  ______________________________________________________________________________


Waytehaal

Pacata cidade onde a prática e o estudo da alquimia são totalmente legalizados, além de ser o lar onde a personagem Êmina Flower nasceu e viveu até ingressar no Colégio dos Caçadores - e a segunda cidade fictícia a ser revelada na história. O fundador da denominada "Cidade da Alquimia" é o mesmo de Raizenbool. Os nomes pertencem à dois falecidos e grandes amigos do fundador que morreram antes de aprovada a legalização da alquimia poucos dias depois da abertura da cidade, em um protesto organizado por religiosos que abominavam a peculiar ciência, evento este que culminou em violência e morte, sendo a partir de então conhecido como "Dia do Orgulho Alquimista" em referência à vitória da comunidade alquimista em uma votação acirrada onde o controle da cidade estava em jogo. No mapa fictício, faz fronteira com Leicester.

Aparição:

3ª Temporada - capítulo 36: "E tudo se transforma" - 3x12.


Associação dos Alquimistas

Principal conjunto de alquimistas profissionais encarregado de monopolizar o estudo da alquimia no país e reunir jovens aptos a tornarem-se cientistas e praticantes. Hierarquicamente estão: Presidente, vice-presidente, membros do Conselho Superior (em torno de 3), tutores e alunos.

Dois processos eleitorais ocorrem no local: A cada 8 anos elege-se um presidente e seu vice, com apuração geral de votos de membros do Conselho, tutores, alunos e população. E elege-se o novo trio de conselheiros a cada 4 anos, considerando votos apenas de alquimistas ligados à associação. Sua estrutura é reconhecidamente a maior da cidade.

Aparição: 

3ª Temporada - capítulo 36: "E tudo se transforma" - 3x12.


Salão das Duas Verdades

Uma dimensão fora do tempo e espaço, podendo ser acessada somente em circunstâncias emergenciais, e que é responsável por servir de refúgio provisório para aqueles que se veem em dilemas aparentemente sem solução. O local é desprovido de uma ambientação definida, pois cada propriedade visual se adapta à situação do visitante, proporcionando facilidade em guia-lo à decisão correta, dependendo do problema (para Rosie se materializou como uma sala dividida em duas partes, uma iluminada, onde se via a estátua de Yuga, e outra mais opaca, na qual estava a estátua de Abamanu). Existem regras explícitas: 1) O visitante só deve entrar por intermédio de alguém ligado à alguma entidade divina e que saiba realizar o sigilo. 2) O visitante deve se encontrar em apenas um dilema e estar concentrado somente nele. 3) A porta não deve sofrer nenhum golpe que apague alguma parte do sigilo, sendo fortemente guardada pelo responsável, pois do contrário fará o visitante correr o risco de ficar preso em seu próprio dilema eternamente. 4) Ao entrar, não é permitido avançar além do limite por conta da possibilidade de se perder e jamais encontrar a saída. 5) Duas pessoas não devem ocupar o mesmo lugar. Ou seja, nenhum acompanhante deve interferir, e se tentasse entrar ao lado do visitante seria barrado por uma "parede invisível".

Aparição:

3ª Temporada - capítulo 37: "O Voo da Fênix" - 3x13.




Nenhum comentário:

Postar um comentário

Críticas? Elogios? Sugestões? Comente! Seu feedback é sempre bem-vindo, desde que tenha relação com a postagem e não possua ofensas, spams ou links que redirecionem a sites pornográficos. Construtividade é fundamental.