Biografia Nerd #10: Batman


E aqui está o retorno da série Biografia Nerd! Como as séries daqui adoram dar longas pausas, não é mesmo!? O motivo para tal hiato é que o blogueiro solitário que aqui escreve andou meio ocupado ultimamente e sem querer deixou-a de lado. Sendo assim, vou tentar (sim, tentar) postar uma edição por semana, só que mais competentemente. Dando continuidade à ela, preparei uma edição especial do homenageado de hoje, cujo este fez 75 anos de muitas aventuras sombrias nos quadrinhos e diversas mídias. Evidentemente Batman merece um post aqui no Universo Leitura, com tantos anos angariando fãs ao redor do mundo, com certeza sua notoriedade na cultura nerd é ímpar, sendo, ao longo dos anos, ainda mais querido pelos fãs da DC.

Chega de enrolação, neste Biografia Nerd especial,confira a trajetória desse que é um dos super-heróis mais aclamados de todos os tempos!

Nome: Bruce Wayne
Licenciador: DC Comics
País de origem: Estados Unidos da América
Criado por: Bill Finger, Bob Kane

Origem nos quadrinhos




Com o estrondoso sucesso do Superman entre os anos de 1938 e 1939, Vin Sullivan, editor da época, solicitou a criação de novos personagens como o Superman, sendo um em especial para ser um misto de policial/detetive com super-herói para a revista "Detective Comics". Bob Kane foi o principal encarregado para trabalhar nesta ideia, a qual já havia partilhado com Sullivan. Em uma sexta-feira do início de 1939, Kane prometeu voltar com um novo personagem na semana seguinte. O resultado foi uma mistura inspirada nas histórias de Dick Tracy, nos pulps do Sombra, no Zorro e, por fim, na antológica fita "The Bat". Feito sito, Kane criava um novo personagem, inicialmente denominado "The Bat-Man".

Bill Finger - considerado por alguns como o co-criador do herói - ajudou bastante no design do personagem, sugerindo a eliminação das asas, substituindo-as por uma capa com a bainha recortada que lembra as asas de um morcego. As luvas também foi uma sugestão importante para não deixar digitais. Depois de inúmeras mudanças, o Cavaleiro das Trevas fez sua estreia na edição Nº27 da "Detective Comics", em 1939. Poderes alienígenas foram desconsiderados, o que faz de Batman um super-herói humano, quebrando assim o paradigma de que todo super-herói para ser "Super" precisa de poderes. O tempo passou e "The Bat-Man" foi simplesmente alterado para "Batman", juntamente com outras mudanças como as luvas, que de roxas e curtas, passaram a ser pretas e compridas, no entanto, as botas ficaram menores.

Sua origem logo foi revelada após alguns meses: Bruce Wayne, um menino de 8 anos, presencia o assassinato de seus pais por um assaltante armado. Motivado pela revolta, decide aprimorar sua mente e corpo, com o objetivo de iniciar uma árdua cruzada contra o crime, tornando-se, por fim, o vigilante mascarado conhecido por toda a cidade de Gotham como Batman.
As primeiras aventuras do Cruzado Encapuzado tinham caráter violento, apresentando o herói utilizando armas de fogo. Isto amenizou com chegada de Robin, o sidekick conhecido como "Menino-Prodígio". Tal como Bruce, Robin também perdeu seus pais, trapezistas de circo, em um assassinato. Batman o treina para ajuda-lo a combater o crime na cidade.

Personalidade 



Aderindo à uma vida dupla em que deva criar um "personagem" para si mesmo, Bruce Wayne obteve duas facetas que denotam sua complexa natureza e seu senso de justiça perante à sociedade.

Bruce Wayne: Apresenta-se como um playboy milionário, que apenas vive da fortuna herdada dos pais e dos lucros das Empresas Wayne, grande empresa no setor de tecnologias avançadas. Wayne também possui um lado solidário, ajudando vítimas de crimes para que estas não se tornem criminosos no futuro, através da Fundação Wayne. Tal faceta é apenas um personagem criado para afastar as suspeitas em relação ao seu alter-ego, logo, muitas vezes, Bruce age como bobo e egoísta com o propósito de esconder seu verdadeiro ser.

Batman: O verdadeiro "eu" de Bruce resume-se a um justiceiro mascarado, cujo objetivo é causar medo aos criminosos mais perversos de Gotham e defender inocentes. Diferente de sua outra face, Batman é sombrio, destemido e implacável com seus inimigos, isto, claro, auxiliado por sua psiquê, embora perturbada, é bastante perspicaz e lhe dá vantagens sobre os seus algozes. Batman também utiliza do recurso de alterar sua voz, como meio de intimidar os bandidos assim como também para disfarçar.

Arcos Marcantes



A Queda do Morcego: A conhecida HQ em que o vilão Bane consegue quebrar a coluna de Batman. O vilão liberta todos os internos da Asilo Arkham, com a intenção de levar Batman ao limite da exaustão. Batman é derrotado, sendo incapaz de retomar suas atividades como herói. Sendo assim, o manto passa para Jean-Paul Valley, que se autodenomina Azrael. No entanto, Valley não consegue lidar com tanto trabalho pesado, o que acaba fazendo com que se fragilize perante seus inimigos. Enquanto isso, Bruce tenta se reerguer, e quando retorna à Gotham tem de enfrentar Valley para recuperar seu direito de voltar a ser o Batman.

O Filho do Demônio: História até então desconsiderada da cronologia oficial, até Grant Morrison escrever Batman e Filho, seu arco inicial como escritor da série mensal do herói. A trama segue mais um embate entre Batman e Ra's Al Ghul, com uma surpreendente revelação de que Talia, filha do vilão, foi engravidada pelo Cavaleiro das Trevas.
Escrita por Mike W. Barr, ilustrada por Jerry Bingham.



A Piada Mortal: A icônica e aclamada história de Alan Moore que apresenta a revelação da origem de Coringa, com momentos extremamente tensos. Na trama, ocorre a alternância de flashbacks que contam a origem do vilão, e um uma espécie de jogo de rato e gato entre Batman e o Palhaço do Crime, quando o mesmo sequestra e tortura o Comissário Gordon, obrigando-o a assistir sua filha Barbara sendo baleada e estuprada pelo vilão.
Escrita por Alan Moore, ilustrada por Brian Bolland.


O Cavaleiro das Trevas: Outra obra magnífica do Cruzado Encapuzado, obrigatoriamente recomendável para qualquer fã de Batman e quadrinhos. O que tornou a trama tão diferente de todas as outras histórias do Batman, foi exatamente o clímax da mesma. Nela vemos Batman enfrentar outro grande herói: Superman. Um dos duelos mais clássicos e memoráveis das histórias em quadrinhos, sem dúvidas.
Escrita e ilustrada por Frank Miller.

Habilidades




Além de ser um atleta incomparavelmente ágil e exímio lutador em diversas formas de combate físico, possui um arsenal eficaz e preciso. Seu famoso cinto de utilidades é a peça chave que lhe dá todas as vantagens necessárias contra seus inimigos. Nele contém os famigerados batarangues, dispositivos de lasers, cápsulas de gás, bombas e cordas que aguentam mais de 150 kg.
Tanto seu traje quanto sua máscara são à prova de balas, no entanto, nem todas as versões possuem tal benefício, pois na maioria delas Batman possui um traje inteiramente de tecido.

Suas maiores fraquezas estão diretamente ligadas à seu trauma de infância. Desconfia de todos e tem pouco interesse em se envolver socialmente com outros heróis.

Principais aliados e romances



Alfred Pennyworth: O mordomo de Bruce e sua única família após a morte de seus pais. Alfred tem experiência com medicina de guerra, tendo muitas vezes ajudado Bruce em ferimentos graves. Bruce o considera como um segundo pai, o que mostra-se evidente na relação entre ambos.

Comissário Gordon: Maior aliado de Batman na luta contra o crime na corrupta cidade de Gotham. Ativa o bat-sinal sempre que necessário para chamar Batman.

Lucius Fox: Trabalha como CEO das Empresas Wayne. Trabalha nos assuntos da empresa no lugar de Bruce, quando este parte em sua caçada à bandidos.

Barbara Gordon: Filha do Comissário Gordon e primeira detentora do alter-ego de Batgirl. Passou um tempo paraplégica auxiliando os heróis sendo a hacker conhecida como Oráculo.

Robin: O parceiro oficial de Batman. Há cinco Robins, e eles são: Dick Grayson, filho adotivo de Bruce, tendo fundado os Jovens Titãs e tornando-se posteriormente Asa Noturna; Jason Todd, foi morto pelo Coringa, tendo voltado sob o codinome de Capuz Vermelho, tornando-se vilão; Tim Drake, também fora adotado por Bruce, sendo o terceiro Robin; Sthephanie Brown, conhecida também como Salteadora, foi a primeira Robin feminina, mas por um curto período, sendo demitida em seguida; Damian Wayne, filho biológico de Bruce com Talia Al Ghul e quinto Robin; Carrie Kelly, se levarmos em conta um futuro alternativo, foi a Robin da mini-série O Cavaleiro das Trevas.

Selina Kyle: Usando o codinome "Mulher-Gato", é a ladra com quem Bruce tem um relacionamento bastante ambíguo. O Homem-Morcego a trata diferente em relação a qualquer outro bandido/vilão, sendo meio que "bonzinho" demais com ela, mantendo a esperança de um dia a mesma se tornar um boa pessoa, embora as desilusões pareçam dizer o contrário. Vez ou outra, ajuda Bruce a combater alguns vilões quando vê a necessidade de abandonar sua postura vilanesca, além de seduzi-lo.

Talia Al Ghul: A mulher com quem Bruce teve um filho (Damian Wayne). No entanto, Ra's Al Ghul foi o causador do fraco andamento do romance entre os dois, apesar de querer que ambos tivessem uma relação que resultaria em herdeiros, os quais levariam adiante seus maus-intencionados ideais de paz mundial. Talia já traiu ambos, uma vez que revelou os planos de seu pai para Bruce, e, em certa vez, já apoiou o pai em seus atos terroristas.

Vicki Vale: Astuta repórter com quem Bruce teve um fraco relacionamento. Bruce nunca lhe depositou confiança suficiente, e, no fim das contas, Vicki trocou-o por um repórter e viajou para fora da cidade.

Principais Vilões



Coringa: O palhaço do crime. Louco, psicótico, insano e assassino, é justamente considerado o pior inimigo do Batman, em todos os aspectos.

Pinguim: Seu nome é Oswald Chesterfield Cobblepot. É um criminoso especialista em roubos, fraudes, sequestros, extorsão e assalto armado. Atualmente adota uma imagem de mafioso, deixando seu lado assassino para trás.

Hera Venenosa: Seu nome verdadeiro é Pamela Isley. Após ser envenenada e ter sobrevivido, passou a utilizar plantas venenosas como armas. Tem uma personalidade desequilibrada e nutre um amor doentio por Batman.

Senhor Frio: Victor Fries, especialista em criogenia. É dotado de uma habilidade originada em um acidente, após ter sobrevivido ao mesmo, tendo condições de viver apenas em baixas temperaturas. É protegido por um roupa especial que o mantém vivo, cometendo seus crimes utilizando de dispositivos congelantes.

Duas-Caras: Antes conhecido como Harvey Dent, o vilão surgiu após ser submetido a um julgamento, no qual lhe jogaram ácido atingindo o lado esquerdo de seu rosto.

Charada: Para confundir a mente de Batman (e da polícia de Gotham), o vilão utiliza sórdidos métodos enigmáticos no objetivo de concretizar seus delitos. Não usa violência física, tendo como melhor arma sua genialidade estratégica.

Bane: O inimigo de Batman mais forte em termos de força física ilimitada. Bane tem sua força movida por um droga chamada Veneno, que fora injetada nele.

Harley Quinn: Parceira de Coringa, que consegue ser mais insana e psicótica do que seu querido "pudim". Embora ajude-o a cometer seus crimes, é, por muitas vezes, agredida por ele física e verbalmente. Foi inspirada na figura do Arlequim e é bastante querida por fãs.

Novos 52



No reboot do DC Universe dos quadrinhos, Batman tem seu cânone intacto, se aventurando em novas histórias. Stephenie Brown foi desconsiderada, no entanto, os outros Robins continuam sendo relevantes. Barbara Gordon está de volta como Batgirl, depois de certo tempo atuando como Oráculo. Batman também se faz presente na nova formação da Liga da Justiça, inclusive abriu a história de origem da equipe, sendo o primeiro membro fundador a surgir nas primeiras páginas de Liga da Justiça (Os Novos 52) #01.

Na TV 



Em suas primeiras aventuras no universo televisivo, o Morcego foi vivido por Lewis Wilson em um seriado de 1943 completamente tosco de tão pobre que era o orçamento. A imagem você confere abaixo:


Houve uma segunda versão para os seriados de cinema da época para o herói. Nesta, ele é vivido por Robert Lowery, porém, o programa se iguala à seu antecessor pela precariedade, como você vê abaixo:


Já em 1966, surgia o Batman de Adam West, da risível série de TV onde o herói vestia um uniforme com malhas colantes exatamente apropriado ao gênero que era a comédia. Além disso, eram frequentes o uso de onomatopeias para que se mostrasse certa proximidade com os quadrinhos (mais ridículo impossível).

Nos anos 90, o personagem ganhara sua mais famosa série animada, aclamada e considerada por muitos como a melhor do universo DC. A continuação desta fora produzida entre 1997 e 1999. Já no ano de 1999 surgia Batman do Futuro, versão alternativa encarnada por outro personagem. Incluindo, claro, os desenhos Liga da Justiça e Liga da Justiça Sem Limites e, também, as séries The Batman de 2004 e Batman: Os Bravos e Destemidos.
Também não devemos esquecer do desenho das décadas de 60 e 70, cuja qualidade de animação tinha qualidade tão péssima quanto a do seriado mencionado acima.

Nos cinemas



Batman brilhou e decaiu nos cinemas. A começar pela versão de Tim Burton para o personagem, com um clima gótico e bastante sombrio, em 1989. Dois anos depois veio a sequência Batman: O Retorno, que repetiu os acertos do primeiro longa e fez mais e melhor - destaque para Michelle Pfeiffer como Mulher-Gato. Já em 1995, Joel Schumacher assumiu as rédeas da franquia e o resultado todos sabem (e lamentam).

Após os péssimos longas de Schumacher, a reputação do herói nas telonas veio ladeira abaixo, mas eis que em 2005 surge uma luz no fim do túnel chamada Christopher Nolan. O cineasta reergueu o personagem com um filme de origem espetacular. A sequência The Dark Knight (2008) alavancou ainda mais o sucesso, tanto de público quanto de crítica, e há quem diga ser o melhor filme de super-herói de todos. O Coringa de Heath Ledger abrilhantou a produção com sua ótima atuação (ótima é pouco, afinal) chegando a ofuscar o herói em certos momentos. Já em 2012, chegara o último capítulo da Era Nolan intitulado The Dark Knight Rises, que deixou o público dividido e certamente não alcançou a notoriedade de seu antecessor, mas encerrou bem a trilogia, não com chave de ouro, mas encerrou.

O herói retorna em 2016 sendo interpretado por Ben Afleck na continuação de O Homem de Aço chamada de Batman V Superman, onde todo e qualquer fã de quadrinhos irá testemunhar o primeiro encontro cinematográfico destes dois gigantes do Universo DC.

E este foi mais um Biografia Nerd especialmente dedicado a esse herói tão querido por muitos.


Gostou do post? Comente e compartilhe no G+ 

Comentários

  1. Boa e muuuito detalhada. Do jeito que eu gosto! Obrigada, isso com certeza enriquece o conhecimento dos Bat-fãs.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Eu quem agradeço Sah rs. Fico feliz que tenha gostado. Aguarde uma futura edição da Harley ;)

      Excluir

Postar um comentário

Críticas? Elogios? Sugestões? Comente! Seu feedback é sempre bem-vindo, desde que tenha relação com a postagem e não possua ofensas, spams ou links que redirecionem a sites pornográficos. Construtividade é fundamental.

As 10 +

10 melhores frases de Vegeta

10 melhores frases de Fullmetal Alchemist

10 melhores frases de O Homem de Aço

10 melhores frases de Coringa

10 melhores frases de Cavaleiros do Zodíaco

10 melhores frases de Death Note

Gifs assustadores que não vão deixar você dormir! (Especial Palhaços)

10 melhores frases de As Terríveis Aventuras de Billy e Mandy

Uma fic sem capa pode ser...

Biografia Nerd #6: Optimus Prime