Diário de Vicky Hattori - A Origem da Violinista Mascarada (Parte 12)


12º DIA: METAMORFOSE 

Fui ao cemitério na noite de ontem, logo após escrever a página anterior, a fim de verificar/violar a sepultura de Aiko, como falei. Bem, foi como eu imaginei: Não há nada enterrado lá! Nem ossos, nem mesmo um fio de cabelo! Como se não bastasse tudo o que vem me torturando desde aquela maldita calourada, agora vou ter de lidar com uma irmã gêmea "zumbi" que andou se passando por mim enquanto eu estava acorrentada. Aiko está viva... OK, tentarei pensar um pouco nos próximos passos...

Quando conversei com minha mãe hoje de manhã, bem cedo, só deu Aiko como assunto do dia. Aiko aquilo, Aiko isso e blá-blá-blá. Só pra constar, ela possuía as mesmas predileções que eu... como, por exemplo, a música. Especialmente a sinfônica. Aquela foto regenerou as saudades dela pela "filha esquecida". Meu pai não sabe de nada, mas ambos continuam a estranhar as mudanças ocorrendo em mim, físicas e mentais. O jardim que minha mãe tanto cultivou por anos amanheceu hoje com rosas negras e eram vermelhas, ela ama rosas vermelhas. O cão de guarda do vigia particular está magro e parece doente. Quando tomo banho não é água que sinto... mas uma chuva de sangue puro e fervente penetrando na minha pele, além das olhadas nos espelhos que prefiro nem comentar - cada uma delas resulta em um pesadelo diferente numa só noite. E o pior é que me sinto inteiramente acostumada. Por isso não acordo gritando.

Que tipo de monstro estou me tornando? Quer saber de uma coisa? Não importa o que haja dentro do envelope. Enquanto voltava da faculdade comprei um novo celular, a contragosto do meu guarda-costas. Depois ligarei para Rachel para perguntar o novo número de celular do irmão dela, caso ela tenha voltado a ter contato com ele depois de sua fuga. Se eu obter o número, ligarei para ele para arrancar algumas revelações, dentre elas, e não menos importante, a identidade do Maestro. E se ele sabe alguma coisa relacionada à Aiko acerca da provável ligação dela com o Sacrifitorum. Mal posso esperar... Estou tão confiante... tão confiante que esse encontro cara-a-cara vai acontecer. E quando acontecer... eu vou mata-lo... mata-lo com minhas próprias mãos.


CONTINUA...



*A imagem acima é propriedade de seu respectivo autor e foi usada para ilustrar esta postagem sem fins lucrativos ou intenções relativas a ferir direitos autorais. 



Comentários

As 10 +

10 melhores frases de Vegeta

10 melhores frases de Fullmetal Alchemist

10 melhores frases de O Homem de Aço

10 melhores frases de Coringa

Gifs assustadores que não vão deixar você dormir! (Especial Palhaços)

10 melhores frases de Cavaleiros do Zodíaco

10 melhores frases de Death Note

8 momentos mais vergonhosos de Vegeta

10 melhores frases de As Terríveis Aventuras de Billy e Mandy

Enquetes Dragon Ball #12 - Vencedores!