Mais 5 fanfics minhas que não deram certo


Eis aqui a segunda parte! Só uma observação: Eu já havia cogitado escrever uma continuação enquanto desenvolvia o post anterior, esteve muito próximo de se tornar um Top 10, porém, logo optei por dividir em dois (ainda não tinha muita certeza) por conta da escassez de tempo (escrevi e publiquei no mesmo dia - gastei um considerável tempo tentando lembrar de certos detalhes) e eu ainda precisava antecipar algumas outras coisas, além de que o post tornaria-se demasiadamente longo. Em suma: Passei o domingo inteiro trabalhando naquele post.

Confira abaixo mais 5 dos meus fanfiascos:


Megaman - Fan-mangá


Sim, o título era somente esse. Além de ser minha primeira fic de um anime (o nostálgico Megaman NT Warrior) que desenvolvi no papel, foi também a primeira no estilo mangá - ou mais proximamente do estilo. O ano era 2005, eu estava de 9 para 10 anos - ou já havia completado meus 10 invernos, eu acho - e fui movido pela inspiração de um colega de classe que desenhava uma história em quadrinhos de um série que não lembro exatamente do nome. Então resolvi seguir esse "modelo" usando o anime (não tão) sensação do momento: Megaman NT Warrior. Era exibido na TV Xuxa na época e não faço ideia de quanto tempo o mesmo permaneceu no ar, mas é sim um dos muitos animes que me recordo com certo saudosismo, de voltar empolgado da escola, ligar a TV e acompanhar um episódio - mesmo que só pegando uma metade. Uma coisa é certa: A fic durou mais que a exibição do anime. Não no que diz respeito a números de episódios. Afinal, eu era super-lento para quadrinizar tudo. Era uma empreitada nova para mim, logo eu precisava ir me acostumando aos poucos.

A história:

Basicamente foi boa parte do enredo de NT Warrior surrupiado de maneira escabrosa e preguiçosa. Com algumas alterações aqui e acolá, a fic se baseou quase que totalmente no anime. Confesso sim ter imitado algumas cenas, até diálogos. Tudo foi desenhado em cadernos que seriam utilizados para fins escolares. Em outras palavras, desperdicei folhas e folhas que poderiam muito bem ser usadas para algo com mais relevância. A primeira temporada - no primeiro caderno - chegou a ter 18 capítulos, muitos deles estupidamente curtos. Já o segundo caderno, onde escrevi a segunda temporada, em 2006, tinha mais páginas, logo, obviamente, haveriam mais capítulos (19 ao 25, se não me engano).

Algumas curiosidades:

1 - Megaman NT Warrior foi meu primeiro contato com o personagem. Não peguei a época onde o anime clássico foi exibido no SBT, muito menos conhecia os jogos.

2 - Naquela época eu tinha noção do quão despretensioso o projeto seria. Despretensioso a ponto dos desenhos serem feitos nas coxas. Os quadrinhos tampouco eram retos e as palavras muitas vezes saíam dos balões.

3 - Quase +16. Não, eu era inocente demais para incluir obscenidades nas cenas e diálogos. A classificação diz respeito à violência que beirava ao absurdo para uma fanfic de cunho infanto-juvenil e de execução descompromissada. Verdade, eu exagerava em alguns pontos devido à empolgação. A primeira temporada da fic chegou a um certo nível de sanguinolência. Pois é... os NetNavis, seres virtuais, sangravam nas batalhas. Coerência não era mesmo o forte da fic.

4 - O protagonista humano, Lan Hikkari, matou um rival a base de socos. Isto em um capítulo "filler" e extremamente curto (só deu umas duas folhas) da segunda - e até hoje incompleta - temporada. O motivo da briga? O rival roubara o aparelho por onde Lan se comunicava com Megaman. Lan encontrou o ladrão, partiu pra cima com tudo, deu um sarrafo no cara, logo em seguida constatando que havia matado-o... de tanto soca-lo. E o que Lan fez depois? Tomou a melhor decisão: Ir embora, tranquilo, como se tivesse realizado um feito justo e exemplar. #LanMelhorPersonagemEver.

5 - Um efêmero revival: Em 2010, 4 anos depois que abandonei a fic, eu, com 15 anos na cara, retomei com a produção, visando preencher as lacunas que foram deixadas no passado e alimentando um profundo desejo de me dedicar mais ao projeto, o que incluía uma terceira temporada. Antes do primeiro cancelamento, eu havia desenhado o capítulo final da segunda temporada, o qual seria duplo, mas foi apenas a primeira parte. A segunda, claro, seria desenhada na temporada seguinte - que, por sinal, jamais virá a receber nem um mísero traço. Não tardou para ocorrer mais uma interrupção no mesmo ano e, com o tempo, eu decretar o fim definitivo da produção, descontinuando a série que, honestamente, "terminou" com um gancho até interessante (falo do final que desenhei em 2006, não de uma versão melhorada e imaginada durante o revival).

6 - O que eu incluiria na terceira temporada: Mais batalhas, menos sangue, mais sacadas humorísticas, mais explosões, enfim... Triplicaria o que eu considerava ter sido "bem executado" nas duas primeiras. Com mais qualidade, claro.

5 - Planejei uma quarta temporada, cujo plot teria enfoque numa espécie de "Megaman Black" ou Megaman endiabrado, sombrio, corrompido, psicopata etc.

Por que não deu certo?

Citando só alguns dos pontos fracos: Trama e desenvolvimento de personagens rasos, desenhos mal-feitos, diálogos fracos e insípidos, "onomatopeias" inventadas (pra combinar com o estilo japonês), situações incoerentes, resoluções forçadas e vários exageros que mais comprometiam do que ajudavam. Tudo isto idealizado pela mente de 10 anos. Só pude me dar conta destes erros anos mais tarde, No revival eu tinha a intenção de tornar a fic mais séria em termos de desenvolvimento, servindo como motor para os planos de mais temporadas como dito acima. Impossível, se o que veio antes é uma presepada sem pé nem cabeça e dotada de uma condução narrativa bastante fraca.

Conclusão:

Admito que me diverti naquele tempo gasto com aqueles rabiscos. No entanto, tocar de novo naqueles cadernos jamais! O lugar deles é numa sacola de lixo bem fechada.


Megaman: O Guerreiro Biônico

No início de 2013 voltei a apostar em Megaman, mas não por saudosismo da fic anterior, estava mais para uma segunda chance que dei a mim mesmo. Gosto do personagem, logo tratei de me aprofundar em seu universo em pesquisas que serviriam de fator motivacional para uma nova tentativa. Não foi um reboot da outra fic, mas sim a oportunidade de desenvolver o que seria minha própria versão do personagem. Foi graças a esta ideia que interrompi, por uns meses, a produção do roteiro da fic de Digimon.

Conceitos básicos:

Uma HQ que narraria uma história com abordagem mais adulta para o personagem. A primeira versão do roteiro que imaginei, em algumas cenas de ação, tinha um caráter bem gore. Com base nas minhas pesquisas sobre o universo do personagem, eu mesclaria alguns elementos tanto dos games quanto do anime que assisti na TV. No mais, a proposta era transformar uma história de origem, provinda de uma perspectiva pessoal, numa trama de ficção científica que envolvesse robótica e invasão alienígena.

Uma breve sinopse:

Troy Watson (sim, Megaman é só um pseudônimo que ele ganharia depois) é um jovem que sofre um acidente gravíssimo em uma batalha contra alienígenas, perdendo seus braços e pernas, além de sofrer lesões sérias no crânio. Ele se recupera, mas com partes mecânicas substituindo os membros que perdeu. Acidentalmente, ele vai para um universo alternativo, onde a raça alienígena que devastou seu mundo, os Necromorphs,  também existe e prepara um ataque ao planeta Terra. Logo, Troy, usando de suas novas habilidades com ciborgue, decide lutar a fim de impedir que aquele mundo sofra o mesmo destino que o seu.

OBS: Não dei mais detalhes pois não sei onde coloquei o papel onde escrevi a sinopse.

Algumas curiosidades:

1 - Duas sequências foram planejadas. A história que viria posteriormente não tinha título definido e sua trama focaria na batalha contra uma inteligência artificial criada pelo Dr. Willy, além de contar com as presenças de Protoman - que começaria como vilão, depois viraria anti-herói, ficaria meio indeciso para só depois, no clímax, cair na real e fazer parceria com Megaman - e Roll - que na primeira fic agiria como uma mercenária no estilo Viúva Negra e ganharia uma armadura tecnológica na sequência no estilo Homem de Ferro. A terceira HQ adaptaria o personagem Bass como vilão, bem como sua origem, e nesta história ele faria uso de um cristal (sem nome) para criar um novo planeta, mas a Terra pagaria um alto preço por esse plano "maligno".

2 - Um "teaser" quadrinizado foi desenhado. Só como teste mesmo para ver como me sairia quando o processo de verdade chegaria...

3 - Apenas a sinopse, lista de personagens e uma página do roteiro foram o máximo que a produção conseguiu alcançar.

Por que não deu certo?

Sendo direto: Estudos. Porque 2013 na minha vida = 3º Ano do EM.

Conclusão:

Igualmente promissora como Esquadrão Z. Lamento não tê-la feito do início ao fim. Adoraria ver um filme baseado nesta premissa, acredito que em mãos experientes sairia algo épico.


Thundera

Não tenho muito a dizer sobre esta fic em especial, portanto pularei para a parte de como a ideia foi concebida.

A ideia:

Surgiu como um mero devaneio, que foi ganhando forma, mais forma... até, por fim, eu considerar escrever algo sobre ela. Não peguei Thundercats em sua Era de Ouro, mas tive contato o bastante com o desenho (o clássico, não o remake) para gostar daqueles personagens tão icônicos. A fic não seria nada mais e nada menos que um prelúdio, mostrando as origens de Lion-O sob minha perspectiva. Até um crossover com os Silverhawks eu cogitei introduzir no meio da história. Basicamente um "Smallville", com um jovem Lion-O desvendando os mistérios do olho de Thundera ao passo em que ao longo da jornada iria conhecendo os demais personagens que formariam a equipe no futuro.

Por que não deu certo?

Pouco tempo, pouca disposição, pouca fé no projeto... pouquidade de tudo!

Conclusão:

A premissa, ao meu ver, é interessante, serviria, com um tempo otimizado, como uma long-fic, acho que valeria o esforço. Ainda sonho com um filme live-action, estes personagens merecem uma representação digna nas telonas.


Matrix Unbounded

Minha azarada fanfic de Matrix teve seu primeiro e único capítulo escrito em Maio do ano passado. Parte do capítulo 02 foi escrito, mas não concluído e, como consequência do longo hiato, as ideias perderam-se. Segue abaixo a sinopse publicada no Nyah! Fanfiction:

Sinopse:

Matrix - Ano 2036; Mundo real - Ano 2142.
Duas guerras em dois mundos. Os extremos deixam os nervos a flor da pele quando a paz parece inalcançável. Na Matrix, uma conspiração envolvendo os Agentes coloca a humanidade em guerra contra tecnologias letais, enquanto que no mundo real, mais precisamente acima de Zion, as Sentinelas evoluem para algo maior, dizimando boa parte dos rebeldes sobreviventes. Há somente uma esperança: Noah, o Escolhido. Sua missão é desvendar seu misterioso destino ao passo em que fé naquele que o libertou aumenta, e acabar com ambas as guerras. Caso o contrário, uma terrível catástrofe colocará em perigo total ambos os mundos e o objetivo oculto dos Agentes se concretizará. Difíceis escolhas serão feitas e todas elas podem gerar diferentes efeitos.

Por que não deu certo?

Na época em questão, o Universo Leitura ainda estava em hiato e o aproveitei para escrever algo diferente das tramas que habitualmente produzo. Então, como a fic teria, no máximo, apenas 5 capítulos, achei que conseguiria termina-la em um mês. Ledo engano. Resultado: Interrompi a escrita para me dedicar ao retorno das atividades do blog, até cogitei continuar do ponto onde a história ficou travada, mas não rolou mesmo. Unbounded acabou sendo derrotada pelas outras prioridades.

Conclusão:

Ela merece sim uma segunda chance. Entretanto, por enquanto, ainda deve esperar por uma brecha.

Para mais informações, aqui está o primeiro e único capítulo da minissérie:

https://fanfiction.com.br/historia/615007/Matrix_Unbounded/

E fique à vontade se quiser conhecer meu perfil de lá (aguardando atualização na descrição), pois lá se encontra a única fic com a qual obtive êxito - falo mais dela abaixo.


K.I.R.A

Se você se deparasse com um título desses num site de fanfics, sem ver a descrição, não precisaria ser gênio para sacar que se trata de uma fic de Death Note. Junto com Matrix Unbounded, ela estava incluída no pacote que seria de publicação exclusiva para o Nyah!. O pacote das azaradas. Nada foi escrito. Tudo ficou apenas na vontade, fiquei só a imaginar as cenas, o desenrolar da trama que eu teria imenso prazer em escrever se não fosse pelos motivos que citarei mais abaixo.

Uma breve sinopse:

O detetive L trava uma luta investigativa contra um assassino misterioso conhecido mundialmente como Kira. Porém, descobre indícios de que possa haver mais de um autor das mortes. Não demora muito para o peculiar investigador suspeitar da existência de um grupo de pessoas que compactuam do mesmo ideal para realizar os assassinatos, confiando na hipótese de que cada letra do acrônimo corresponde a inicial de um membro da organização criminosa, teorizando tal ideia a partir da diferença que algumas mortes possuem em um intervalo de tempo pré-definido.

Por que não deu certo?

Esta fic (long-fic, aliás) estava planejada para ser escrita e publicada no final do ano. E o que eu estava fazendo? Pois é, cuidando de algumas séries daqui do blog. Em virtude disso, ela se tornou inviável.

Conclusão:

É altamente improvável que eu volte a mexer nessa ideia. Não é a única fic do anime que imaginei, mas, de fato, foi, dentre elas, a mais criativa.



A única fanfic minha que foi escrita, concluída e publicada (uma one-shot, isto facilita deveras), de Os Incríveis - melhor animação da Pixar, na minha opinião:

https://fanfiction.com.br/historia/618336/Algum_dia_serei_como_eles/




*A imagem acima é propriedade de seu respectivo autor e foi usada para ilustrar esta postagem sem fins lucrativos ou intenções relativas a ferir direitos autorais. 

*Fonte da imagem: www.vanialima.blog.br/2014/08/cinetica-quimica-enem.html




Comentários

As 10 +

10 melhores frases de Vegeta

10 melhores frases de Fullmetal Alchemist

10 melhores frases de O Homem de Aço

10 melhores frases de Coringa

Gifs assustadores que não vão deixar você dormir! (Especial Palhaços)

10 melhores frases de Cavaleiros do Zodíaco

10 melhores frases de Death Note

8 momentos mais vergonhosos de Vegeta

10 melhores frases de As Terríveis Aventuras de Billy e Mandy

Enquetes Dragon Ball #12 - Vencedores!