As séries mais e menos publicadas no blog em 2017


Ao longo do ano a maior parte das séries do Universo Leitura tiveram uma frequência de publicação minimizada decorrente de um efeito que é bastante corriqueiro por aqui: o hiato. Parece que involuntariamente estou competindo com o autor de HunterXHunter, Yoshihiro Togashi, mas em comparação à quantidade e tempo de pausas que o mangá sofreu eu até me tranquilizo mais, até porque o blog só tem quase quatro anos enquanto Gon e cia estão por aí há quase duas décadas. Eu não quero chegar nesse ponto, fique bem claro. Porém, também não é uma típica promessa de ano novo, muito além disso, é um compromisso sério por mais que me dedique à este espaço sem ganhar fruto$ dessa árvore que plantei e reguei sozinho por 3 anos.

Confira abaixo qual série foi mais publicada e qual não foi, nesta exata ordem. E adendo: Nenhuma das séries citadas foi publicada mais do eu gostaria (ou planejei) para esse ano.


Baú Nostálgico

Total de postagens: 24 (edições 6 à 29, entre Fevereiro e Dezembro).

Nem tudo é o que parece 

Total de postagens: 13 (edições 37 à 49, entre Abril e Novembro).

Capuz Vermelho 

Total de postagens: 8 (capítulos 36 à 43, entre Março e Dezembro).

Frank - O Caçador 

Total de postagens: 7 (capítulos 4 à 10, entre Janeiro e Novembro).

Contos do Corvo

Total de postagens: 4 (edições 28 à 31, entre Maio e Novembro).

Ceifador - Origens Sombrias

Total de postagens: 3 (capítulos 1 à 3, entre Setembro e Novembro).

10 Melhores Frases 

Total de postagens: 2 (Julho e Outubro).

Séries que chegaram perto de estrear:

Survival Game e Crônicas da Raposa.

Séries na geladeira:

O Estranho e Crônicas da Raposa (não sei quando vou lança-las, é muito mais, infelizmente, uma questão de SE).

Conclusão: 

"carai eu sou um merda mermão"

Este foi o ano da procrastinação, sem dúvida nenhuma. Lidei com as consequências disso, logicamente, e elas de maneira constante me faziam avistar um iminente fim do blog. Pra ser exato, foi o meu PC que chegou perto de uma morte definitiva, mas consegui dar a volta por cima com alguns recursos e assistência técnica confiável. Eu realmente pensei que fosse ser o fim. Achei que tudo ia pra vala. Os meus planos de séries, atuais e inéditas, especialmente, foi aí que mirei minha preocupação maior. Depois que as coisas foram parcialmente resolvidas iniciei uma corrida contra o tempo e gerou o resultado acima. Essa quarta etapa do Universo Leitura foi uma caminhada tortuosa de várias formas. Foi preciso me convencer de que mudanças eram sumamente necessárias. Se esse impulso de mudança fosse representado como uma barrinha de download, eu diria que está nos seus 30%. Caminhar rápido demais nunca foi muito o meu forte e com relação à antecedência ainda continuo aprendendo a engatinhar antes de correr. É assim que se faz, é assim que deve ser.

Dar um basta de se comparar (e se inferiorizar) aos outros por serem mais rápidos nas atividades do dia-a-dia e tentar emular um ritmo que você mal está preparado para se adaptar corretamente. Cada um faz as coisas na sua velocidade. Pessoas diferentes, tarefas diferentes, vidas diferentes. Não importa o quão lento você acha, faça tudo no seu próprio ritmo mesmo com problemas latentes que podem pôr tudo a perder, mas, claro, sem abandonar o pensamento de querer mudar e isso sempre cabe à você julgar a hora certa se tudo ficar apertado e a pressão/auto-cobrança piorar. Pensar em tudo para se policiar, menos em desistir (jamais isso será uma opção, jamais!).

Pra ficar registrado, não invejo os "The Flashs", seja nos seus hobbys ou em afazeres profissionais. Sim, gostaria de ser mais rápido no que faço, mas mantendo a calma e a confiança em mim mesmo em reconhecimento das minhas limitações. E quer saber? Até que me dou por satisfeito. Foi meio pouco? Foi sim. Para um blog com 3 anos "na cara", realmente poderia se produzir mais a respeito do conteúdo literário. E sabe o mais irônico nisso tudo? 2017 foi o ano com maior número de postagens. Foram 162 contra 157 de 2015. Um dia alcanço duzentas? Não farei disso uma promessa ou meta. Vou encarar como possibilidade, embora eu não dê tanta bola para números, é sempre importante verificar o quanto foi produzido e determinar se foi bom ou ruim, O QUE foi bom e ruim.

Enfim, sigo na luta nessa próxima etapa que vem por aí. Ainda que pouquíssimos, desejo ao leitores felizes novos 365 dias e agradeço a quem acompanhou nas sombras (menos aos plagiadores, não sei se sou tão alvejado assim por eles) e a quem se habilitou a opinar. Comentários são importantes, mas não dá pra exigir muito de quem não dispõe da expressividade para fazer isso, então o melhor é respeitar quem quer ser gasparzinho, é normal você ler algo, ter curtido (ou não) e não saber bulhufas do que comentar. Acontece bastante comigo também, portanto não estou no direito de condenar leitores fantasmas sendo eu um.

Que a expansão continue... em 2018. #CarryOn.


Comentários

As 10 +

10 melhores frases de Coringa

10 melhores frases de Vegeta

10 melhores frases de O Homem de Aço

10 melhores frases de Fullmetal Alchemist

10 melhores frases de Matrix

10 melhores frases de Cavaleiros do Zodíaco

10 melhores frases de "V de Vingança"

Gifs assustadores que não vão deixar você dormir! (Especial Palhaços)

Crítica - Piratas do Caribe: A Vingança de Salazar

O palhaço assassino e seu ajudante!