As Meninas Superpoderosas: A História de Brenda



Lançando aqui a categoria "Creepypastas", que há um bom tempo eu havia estado receoso em utilizar, mas que agora torna-se fixo, para ao menos dar aquela diversificada básica no conteúdo. No entanto, não procurarei postar com muita frequência as creepys que eu avistar pela vasta blogosfera, até porque tem as outras séries do blog para cuidar, além dos contos originais. Portanto, creio que provavelmente só será possível publicar somente uma ou até duas (no máximo) creepys por mês.

Aviso dado, inicio a categoria com uma das creepypastas/teorias mais intrigantes e interessantes que já vi recentemente. Evidentemente que boa parte dos saudosistas de desenhos animados lembram de As Meninas Superpoderosas (The Powerpuff Girls, no original), e talvez você pode ter sua infância quase destruída se caso fizer parte do grupo citado... Ou talvez não veja nenhum sentido nessa teoria e a ache uma completa merda.

Enfim, esteja livre para pensar o que quiser à respeito dela. Mas que é interessante, isto não pode-se negar.

Boa leitura.

                        __________________________________________________________________

AS MENINAS SUPERPODEROSAS: BRENDA 

As Meninas Superpoderosas é um desenho animado produzido, inicialmente, pela Hanna-Barbera, e alguns anos depois pelo Cartoon Network. É bastante provável que o mundo colorido na TV apresentando histórias divertidas e inocentes de três irmãs heroínas de uma cidade possa esconder algo terrível e perturbador.

Florzinha, Lindinha e Docinho, as três meninas que protagonizam o desenho, são, na verdade, frações de uma única personalidade. No entanto, o nome da pessoa não é de conhecimento do público e, sendo assim, o autor da teoria resolveu batiza-la de Brenda.

Brenda possui cinco doenças mentais: transtorno de múltipla personalidade, transtorno de estresse pós-traumático, esquizofrenia, transtorno de personalidade paranoide e transtorno de despersonalização. A principal causa para o transtorno de múltipla personalidade provém dos abusos que Brenda sofreu na infância pelo seu irmão mais velho, o qual é representado no desenho como o "Macaco Louco", maior inimigo das meninas.

A definição das três personalidades:

Lindinha: Ela é meiga e sentimental, possui olhos azuis e cabelos loiros, sempre amarrados. Representa a inocência e a jovialidade de Brenda. É bastante ingênua, chorona e submissa. Mas em raras vezes, ela desperta sua agressividade, o que simboliza as frustrações reprimidas que Brenda tem ao querer enfrentar o irmão. Porém, a maioria destas "explosões" manifestam-se em Docinho.

Florzinha: A mais inteligente e estável das três. Possui olhos castanhos, cabelos longos e representa a maturidade que Brenda tanto quis: uma garota segura, determinada e espirituosa. Geralmente age como líder na maioria das situações, sempre conseguindo entrar em consenso com as outras duas personalidades.

Docinho: Ela é rude, possui olhos verdes e cabelo preto curto. Representa os pensamentos de Brenda de retaliação contra seu irmão. Docinho é caracterizada como violenta, rebelde, teimosa e boca-suja. Porém, ela possui um lado no qual ela é profundamente carinhosa com as pessoas que ama (as outras duas personalidades), mas boa parte destes sentimentos se manifestam em Lindinha.

Macaco Louco é um macaco preto que usa um chapéu para esconder seu cérebro, que fora aumentado de tamanho no dia do incidente com o elemento X. Foi criado pelo Professor Utonium - que representa a figura paterna nas alucinações - e as Meninas Superpoderosas foram criadas posteriormente. Macaco Louco e as Meninas possuem uma ligação pelo fato de terem o mesmo "criador". Logo, o Professor Utonium é, na verdade, seu "pai". Decerto, a relação entre o macaco e as Meninas é de germanidade. Quase que constantemente entram em conflito, no desenho. Isto significa o transtorno de estresse pós-traumático de Brenda, por ter sido abusada pelo irmão. É deste modo que se manifesta o trauma de ter que se defender dele todos os dias.

Em um certo episódio, o Macaco Louco revela sentir ciúmes do amor e da atenção que ele dá às meninas, o que explica a real causa da raiva que o irmão sente por Brenda. Os vilões apresentados no desenho são todas as manifestações do abuso que ela sofre. A esquizofrenia caracteriza-se por alucinações visuais, auditivas, táteis e olfativas. O que leva a pensar da seguinte forma: Florzinha, Lindinha e Docinho, as 3 personalidades, são entendidas como as manifestações dos sintomas. Elas se encontram totalmente fora da realidade, presas em corpos infantis tendo quase todos vilões em forma de brinquedos ou bonecas - o que sugestiona que Brenda sofre desde pequena -, ademais, não se passa um dia na vida das Meninas em que algum vilão não planeje um ataque e destrua a cidade.

Em relação ao prefeito, ele é a representação da angústia e medo que residem na mente de Brenda. Isto pode ser explicado pelo fato do prefeito ter um telefone especial para entrar em contato com as Meninas Superpoderosas em caso de algum ataque de um vilão. Elas não se mantém (conscientemente) preocupadas o tempo todo com algo ou alguém destruindo a cidade, mas há sempre o momento em que elas escutam o alerta "soar" - quando o irmão de Brenda se aproxima -, fazendo-as largar tudo para ir à batalha. A imagem de heroína que Brenda atribui a si mesma, a faz sentir-se alguém de valor, pois nada da sua auto-estima restou mediante ao abuso.

A outra doença que Brenda/Meninas sofrem é o transtorno de personalidade paranoide, a qual pode ser explicada com o argumento de que Brenda/Meninas estão sempre presas no seu mundo. Brenda teme o mundo real e ideia de ser mantida internada em um hospital para sempre. No seu universo de fantasia, suas personalidades são super-heroínas que combatem o mal com seus poderes. Ela criou este mundo para protegê-la do mundo real.

A última doença a ser falada é o transtorno de despersonalização. Obviamente você não vê Brenda, apenas as três personalidades. O que explica isto é que o desenho das Meninas Superpoderosas é condizido da perspectiva de Brenda. Ela mostra ao público o que vê (à ela mesma, através das três personalidades). O transtorno de despersonalização é caracterizado pela ilusão e sensação de estar assistindo a si mesmo em uma tela de TV ou de cinema. Brenda sente exatamente isto, e o desenho é mostrado deste modo à nós.



Adaptado de: Creepypasta Brasil 


Comentários

  1. Texto muito bem escrito e interessante, principalmente para quem acompanhava o desenho. Faltou falar do Ele(o personagem demoníaco meio afeminado) e apresentar mais evidências concretas. Tudo se junta bem, porém não tem uma evidência concreta da creepypasta, mas continua sendo bem interessante e divertido de ler.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obrigado Dahmer, fico feliz que tenha gostado ;)
      Sobre o "Ele", creio que ele talvez seja uma das manifestações mais poderosas do abuso de Brenda, senão a mais poderosa. Talvez o autor original da teoria esqueceu de menciona-lo rs.

      Excluir
  2. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir

Postar um comentário

Críticas? Elogios? Sugestões? Comente! Seu feedback é sempre bem-vindo, desde que tenha relação com a postagem e não possua ofensas, spams ou links que redirecionem a sites pornográficos. Construtividade é fundamental.

As 10 +

10 melhores frases de Vegeta

10 melhores frases de Fullmetal Alchemist

10 melhores frases de O Homem de Aço

Gifs assustadores que não vão deixar você dormir! (Especial Palhaços)

10 melhores frases de Coringa

10 melhores frases de As Terríveis Aventuras de Billy e Mandy

10 melhores frases de Cavaleiros do Zodíaco

10 melhores frases de Death Note

Baú Nostálgico #23: Inuyasha