segunda-feira, 9 de maio de 2016

Capuz Vermelho - A Enciclopédia: Localizações (Parte 3)


AVISO:

*Não veja esta postagem se não leu nenhum capítulo desta série ou uma temporada inteira. Caso o contrário poderá se deparar com SPOILERS.

    _______________________________________________________________________________


Templo dos Red Wolfs - Alton, Hampshire, Inglaterra.

A casa de adoração à Abamanu apossada pelos seguidores encapuzados da divindade. Foi o principal ponto de encontro entre a irmandade quando vinham para se reunir aos cultos e ensinamentos sobre o deus lunar. Assemelha-se à uma igreja ou templo religioso abandonado e relativamente decrépito em sua estrutura, embora possua sustentáculos resistentes à ação do tempo. Na sala redonda - e mais espaçosa - é o ponto específico onde os membros da fraternidade se reuniam para louvarem à estátua de Abamanu, trazida até o local no início da década de 1910 pela penúltima geração da sociedade secreta. Neste mesmo compartimento há uma abertura semi-circular em boa parte do que seria o teto em sua totalidade, criada com a finalidade de permitir a passagem da luz da lua sobre a estátua, tendo a mesma sido posicionada sobre a abertura, praticamente no centro dela. Sem energia elétrica disponível pelos arredores - em sua maior parte florestas e bosques -, a lua cheia sobre a abertura na sala principal e as tochas postas nas paredes dos corredores executam o trabalho de fontes luminosas, elevando o aspecto e caráter medievais da estrutura.

Ainda sobre a sala principal: Foi exatamente nela que ocorreu o sacrifício de um dos membros da geração que ali se reunia. O membro, cujo nome era Ronnie, foi torturado e, posteriormente, executado (submetido à decapitação) pelo Grão-Mestre, Bernard Von Trask, e os demais membros por ter compactuado de um segredo relacionado ao membro que ainda era tido como novato - Richard Campbell, no caso. Por ter preservado a mentira de Campbell de que o mesmo estaria esperando um filho homem nascer, Ronnie pagou o preço alto ainda que soubesse ser contra as regras da fraternidade forjar um pacto com um herege. Como resultado final, seu nome foi descreditado da organização do compilado para a versão traduzida da Bíblia de Abamanu - da qual os membros se auto-intitularam como tradutores autênticos, apenas por puro ego, sendo que Gustaff Brienord é quem fora o autor original das traduções.

A igreja fora abandonada definitivamente após a noite da Lua de Sangue.

Aparições:
1ª Temporada - capítulos 00: "Prólogo" - 1x00, 01: "Aqueles que se esgueiram nas sombras" - 1x01, 10: "Lua de Sangue" - 1x10, 11: "Confiança Perdida" - 1x11 e 12: "Pandemônio" - 1x12.


Mansão de Ethan Nevill - proximidades de Raizenbool.

Residência onde viviam Ethan Nevill - membro da penúltima geração de Red Wolfs - e seu filho Dwayne Nevill - que o sucedeu na última. O evento de maior impacto ocorrido no local foi a libertação de um demônio - um dos 72 espíritos cujas invocações constam no livro Goétia - feita por Dwayne em um uso supostamente acidental, apenas por "curiosidade" do garoto. Um pentagrama foi desenhado no centro da sala de estar. A lareira não estava acesa, nem os abajures, somente a luz da lua atravessando as janelas. Dwayne dissera as palavras em voz baixa e o pentagrama entrou em combustão ao passo em que a parede se rachava, servindo como portal para a libertação da besta. O fim do ritual após a invocação resumia na conversão do fogo comum para fogo fátuo no pentagrama. O demônio não chegou a atacar Dwayne, apenas fugindo pela janela. Enfurecido pelo ato inconsequente do filho, Ethan decidiu ir embora da casa levando-o junto e prometer a si mesmo jamais pisar os pés novamente nela.

A mansão foi abandonada após uma investigação policial para o ritual.

Aparição:
1ª Temporada - capítulo 08: "Profanação" - 1x08.


Central - ? 

Este é o nome dado pelo misterioso personagem conhecido - e auto-denominado - como Relojoeiro para o estranho lugar. A Central nada mais é do que uma rede que abriga o maior número de portais dimensionais para universos e mundos alternativos. Contudo, sua verdadeira forma e ambiente são completamente desconhecidos para aqueles que já tiveram a sorte (ou o desespero) de cair no "berço espaço-temporal". Uma das poucas pessoas que tiveram esta chance foi Rosie Campbell. Tendo em mente que o formato e aparência deste mundo(?) são desconhecidos e ocultos aos olhos de mortais, ele se adapta conforme a perspectiva do visitante, uma visão singular do que é a Central é instantaneamente criada na mente na velocidade de um pensamento, logo no primeiro segundo em que se entra nele, como uma predisposição a aceitar o que vê baseado em experiências de vida.

"A Central é o lugar mais inóspito já explorado. Não é um universo... é a mãe deles.", afirma o Relojoeiro em uma explicação breve.

A visão de Rosie para o lugar foi de algo semelhante ao espaço sideral, tempestuoso e com blocos de pedra- parecendo pequenas montanhas flutuantes, pairando no ar. Na parte mais baixa, enxergou o maior portal já criado, servindo como uma espécie de saída. Obviamente, o Relojoeiro possuía uma visão totalmente diferente da de sua visitante, e certamente sua aparência é diferente da que a jovem tinha visto (um senhor idoso com uma camisa vermelha listrada) tal como o lugar onde ela se via (uma casa simples cujas paredes eram repletas de relógios de vários modelos).

O único meio de acesso à Central é por uma chave dourada conhecida como "O Caminho do Viajante", podendo ser inserida em qualquer porta. Qualquer um que a use pode adentrar na Central e se deparar com o Relojoeiro em sua própria perspectiva. Provavelmente o enigmático ser serve como um guia para ajudar viajantes que ultrapassam dimensões no fino tecido da realidade e que acabam se perdendo por desinformação quanto ao uso da chave.

Mistérios que ficaram: Quem seria o Relojoeiro? O que de fato é a Central?

O Multiverso? Provável...

Aparições:
2ª Temporada - capítulos 18: "Mollock vs. Mollock" - 1x06 e 19: "Dilema" - 1x07.



*A imagem acima é propriedade de seu respectivo autor e foi usada para ilustrar esta postagem sem fins lucrativos ou intenções relativas a ferir direitos autorais. 

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Críticas? Elogios? Sugestões? Comente! Seu feedback é sempre bem-vindo, desde que tenha relação com a postagem e não possua ofensas, spams ou links que redirecionem a sites pornográficos. Construtividade é fundamental.