quarta-feira, 5 de agosto de 2015

O Monstro que quer se libertar


Tenho me sentido fora de meu estado considerado "normal". Fora de mim mesmo. A fera quer arrancar as correntes que o prendem, já tão enferrujadas e quase prestes a romperem-se.

Não me peça para manter-me sob controle. Perdi-me em meus pensamentos horrendos que esta criatura me faz ver. Seus olhos são meus. Vejo o que ela vê, sinto o que ela sente.

Ah, se eu pudesse arrancar de dentro minh'alma fervorosamente corrompida.

É tarde demais para recorrer à um auto-exorcismo. Em eras passadas, tal ser somente era um embrião. Torturas que a vida nos traz o fizeram crescer.

Assim como ele, também estou preso. Iremos nos libertar juntos quando o ápice catastrófico vier?

Uma coisa é certa: Se nos criamos juntos... iremos cair juntos.

Afinal, não podem existir dois demônios em um inferno que eu mesmo criei.

2 comentários:

  1. Em tudo o que acontece e vivemos, existe a lei do mais forte. E nossos demônios, tendo ciência desse fato, nos faz cair para então poderem se libertar.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Exatamente esta ideia que o texto passa.
      Obrigado por comentar, Sah :)

      Excluir

Críticas? Elogios? Sugestões? Comente! Seu feedback é sempre bem-vindo, desde que tenha relação com a postagem e não possua ofensas, spams ou links que redirecionem a sites pornográficos. Construtividade é fundamental.